Deck tech: Grixis Affinity pauper

Magic: the Gathering

Competitive

Deck tech: Grixis Affinity pauper

Falaremos sobre as escolhas de cartas do Grixis Affinity e um panorama do que o deck pretende fazer no field.

By Muhammad, 05/12/21

Fala galera, aqui é o Hamuda e hoje falaremos mais sobre o Grixis Affinity, deck com o qual ultimamente fiz bons resultados em Challenge. Outros players, como o LuddyDoChapeuDePalha e o carvs, também alcançaram resultados notáveis.
Loading icon
Esta versão do deck aposta num início de jogo mais cadenciado com artefatos que tenham efeito de compra, como

Chromatic Star

,

Witching Well

,

Ichor Wellspring

e

Prophetic Prism

, promovendo assim um board maior, além de gerar facilidade para conjurar cartas como

Thoughtcast

,

Myr Enforcer

e

Frogmite

e não podemos esquecer do

Atog

, que terá bastante comida.

Ad

Até então nada muito diferente do Jeskai affinity apesar de ter mais artefatos que compram. A maior diferença da versão Grixis é o uso de

Disciple of the vault

que é uma condição de vitória, potencializada pelo

Atog

ou

Makeshift Munitions

já que são seus sac outlets, é interessante que ele funciona como um “Fling” ou até mesmo como um potencializador de dano para o

Atog

+

Fling

. Outra coisa legal que podemos ver do

Disicple of the vault

é que ele funciona com os artefatos do seu oponente também, então é um side natural na mirror, além de funcionar contra hates de artefato, já que sempre vai dar o dano equivalente à quantidade de

Disicple of the Vault

s no board. Inclusive já ganhei algumas vezes mesmo tomando o famoso e temido

Gorilla Shaman

, já que, à medida que eu ia perdendo meus artefatos, meu oponente ia perdendo vida.
Apesar do

Disicple of the Vault

geralmente não atacar, efeitos como da

Chromatic Star

ou

Witching Well

podem acontecer independente de outras cartas, garantindo alguns pontinhos de dano; este efeito se sobressai ainda mais quando se tem

Makeshift Munitions

que acaba servindo muitas vezes de controle de board, sendo muito útil em partidas contra Ux, Boros Bully, Elfos, entre outros. E somado ao discípulo, você controla o jogo enquanto tira vida do seu oponente, e eventualmente acaba se tornando um pseudo-Choque, Raio ou até mesmo um finisher. E, finalmente, a parte mais importante do Disciple of the Vault além de não precisar atacar para ganhar o jogo, é que o efeito dele é de

perda de vida

, então não tem como prevenir a habilidade com

Prismatic Strands

que tende de ser um caixão quando bem encaixado nessas matchs, somado ao fato de ser um trigger, o que possibilita, dependendo o número de artefatos que você controla, responder alguma malandragem do seu oponente sacrificando mais artefatos. Podemos ver que esta versão está mais focada no combo que as outras, e poucas são as vezes que vamos ganhar através do combate; para isso temos aquele one-of de

Temur Battle Rage

que já foi uma carta bem mais usada no affinity, mas com a crescente de remoções de criatura no formato, a carta ficou mais difícil de ser utilizada. Ainda assim no jogo 1, Battle Rage sempre pode se tornar uma surpresa para oponente, já que são necessários menos artefatos para o Atog vencer. Existem alguns confrontos como Barreiras, RG LD, Elfos, BR Moggwarts que podem ser mais rápido que nós e é aí que a

Temur Battle Rage

brilha, já que com menos interação do lado do oponente é bem mais fácil encaixar a vitória. Mostrando o maior diferencial que esta versão tem sobre os outros estilos de affinity, vamos entrar nos slots flexíveis e cartas alternativas que podemos usar na versão Grixis. Começando com a base de mana, na minha opinião 18 terrenos é o mínimo; já testei algumas vezes com 17, e apesar de ter

Chromatic Star

ou

Witching Well

que precisa de azul, acabei zicando muitas vezes. É estranho usar um

Ancient Den

praticamente como incolor, porém é muito importante por ser artefato, já que estamos jogando de Affinity. O slot "flexível" seria a

Ilha

, que te ajuda a conjurar

Thoughtcast

no início de jogo ou até mesmo o

Witching Well

, mas principalmente estava sendo usada para fins de

Cleasing Wildfire

que acabava tendo um valor muito alto contra sua base de mana , que geralmente não incluia um terreninho básico, além de ter o benefício de jogar bem contra hate de artefatos no g2 e g3. No geral, 18 lands artefato sempre vai ser melhor em um cenário "ideal", porém precisamos lidar com o fato de existir um jogador do outro lado da mesa também.

Ad

Com a crescente de BR Moggwarts e outros decks que usam cemitério como Fog Tron, Boros Bully e UB Delver, resolvi testar uma

Relic of Progenitus

main deck, já que não são matchs desfavoráveis para o Grixis Affinity, tirando Tron, então já tento emparelhar um pouco desde o jogo 1, além de liberar um slot do sideboard, onde normalmente usamos Relic of progenitus. Na pior das hipóteses, essa Relic pode funcionar com um cycling. Eu já testei algumas vezes

Springleaf Drum

, ele funciona como um ramp colorido, porém demanda criatura, e nossa contagem de criaturas é muito baixa para ser efetiva, apesar de jogar bem contra hates de artefato pois acaba "uma mana adicional".

Navigator’s Compass

está na mesma curva e já te filtra uma mana colorida, que em 99,9% das vezes é necessária. Os 3 de vida são relevantes em algumas matchs. Também temos um singelo

Dispel

main deck que vem quase sempre a calhar, protegendo suas cartas ou até mesmo atrapalhando o plano do oponente, somado ao fato de poupar um slot do side.
E por fim, cartas que também podem ser jogadas no main deck: Primeiro temos

Night’s Whisper

, que funciona como um pseudo-Thoughtcast, acrescentando ainda mais draws para achar as cartas necessárias para vitória, geralmente entrando no slot de um

Ichor Wellspring

ou

Relic of Progenitus

. Ou tra carta que particularmente gostei muito é o

Trinket Mage

, que apesar de deixar o deck mais lento, deixa mais consistente já que pode buscar terreno,

Witching Well

,

Relic of Progenitus

ou até mesmo

Navigator’s Compass

caso precise de um ganho de vida. Algumas versões usam uma

Gearseek Serpent

nesse slot de criatura, mas eu considero desnecessário para o plano do deck, na minha opinião acaba sendo contraproducente com a ideia principal. O sideboard é quase padrão das outras listas, só que como usamos 4

Vault of Whispers

, sua base de mana acaba sendo mais consistente para o preto e com isso podemos usar cartas como

Duress

, que é muito forte em matchs contra Burn, Control em geral, GW Auras e Mono-white Heroic. Contamos também

Suffocatig Fumes

, que apesar de ser mais lenta que

Electrickery

, é um teste contra Boros Bully para fugir das

Prsimatic Strands

. Utilizamos também

Reaping the Graves

que é o all-star contra decks midrange e UX, que já era usado em outras versões, porém com a Grixis temos base de mana mais apropriada para carta. É isso pessoal, espero que vocês tenham gostado e entendido as principais interações dessa versão. Ela acaba sendo um pouco mais difícil de jogar já que muitas vezes não fica clara a vitória, mas vale o teste. Deixem nos comentários o que vocês acham dessa versão e possuem alguma dúvida, podem perguntar! Muito obrigado pela leitura e até o próximo artigo!

Grade

0

Profile Main Image

Muhammad

Natural de Santa Maria-RS, com ascedência árabe. Jogo Magic desde 2007. Jogo Pauper, Modern, Pionner o que tiver hahaha, tenho preferência por decks mais agressivos mas não dispenso o velho control quando necessário. Stream ao vivo no canal https://www.twitch.tv/hamudamtg de segunda à sábado, às 20h

Social Facebook brands iconYoutube Brands iconInstagram Brands iconTwitch Brands iconTwitter Brands icon

User profile image
More comment
How venture into Dungeons work, new Forgotten Realms mechanic

How venture into Dungeons work, new Forgotten Realms mechanic

Weekly Metagame: New Modern Innovations, a broken Pauper & Legacy stabilizing

Weekly Metagame: New Modern Innovations, a broken Pauper & Legacy stabilizing

Instant Chat - Thoralf, Magic and the LGBT+ community

Instant Chat - Thoralf, Magic and the LGBT+ community

More recent articles

Same Author

Pauper Deck Tech - Mono Black Aristocrats

Pauper Deck Tech - Mono Black Aristocrats

Report TOP 4 in Pauper Challenge 05/09 - Hamuda with Dimir Faries

Report TOP 4 in Pauper Challenge 05/09 - Hamuda with Dimir Faries

Report of the Pauper Challenge champion  - Hamuda with Dimir Fairies

Report of the Pauper Challenge champion - Hamuda with Dimir Fairies

More from same author

Your privacy

We use cookies to ensure the functionality of our website, to personalize content and advertising, to provide social media features, and to analyze our traffic. Find out more about cookies reading our Privacy Policy