Decks X1 no Commander Mesão - Geist of Saint Traft

Magic: the Gathering

Multiplayer

Decks X1 no Commander Mesão - Geist of Saint Traft

Um deck de Duel Commander não é válido para o Commander Mesão? Para Falarmos sobre isso, o escolhido da vez foi Geist of Saint Traft.

By Thiago, 06/23/19

Olá, meus queridos! Tudo bem com vocês? Meu nome é Fogaça e estou aqui novamente para falar sobre Commander. Na semana passada, falamos sobre o arquétipo Aggro no cEDH, assim como o modo que ele pode funcionar em uma mesa com três oponentes. Pensando nisso, nos vem à cabeça uma comparação recorrente nos apreciadores do Commander 1x1 – um deck de Duel Commander não é válido para o Commander Mesão? Para Falarmos sobre isso, o escolhido da vez foi Geist of Saint Traft.
Image content of the Website

Ad

CONCEPÇÕES INICIAIS

Para essa análise, peço que leiam o artigo de Krenko, Chefe da Turba, onde explicamos como um deck agressivo deve se comportar quando há quatro jogadores. Tendo o conceito de pressão na mesa em mente, é muito simples entender por que um baralho planejado para um duelo de dois magos não é eficiente em um duelo entre quatro destes; é muito mais fácil atacar os pontos de vida de um jogador por vez, tornando uma estratégia baseada apenas em fase de ataque viável, além de não haver preocupação relacionada às respostas de três outros jogadores. Iremos exemplificar cada quesito individualmente com a lista adotada, sendo uma adaptação de um formato para o outro. Hoje não teremos valor máximo para nossas cartas essenciais, pois cada peça foi planejada para efetuar sua função com o menor custo de mana possível. Se caso desejarem montar a lista, indicaremos opções para substituir as cartas mais caras ao fim deste artigo.

CONSTRUÇÃO DO DECK

Para efetuar nossa comparação, cada ponto individual será minuciado para evidenciar os fatos. Iniciando pela condição de vitória, nosso comandante tem afinidade por fichas, assim efeitos de multiplicação de seu trigger, além de buffs e lords diversos, aumentam seu poder de fogo (

Procissão dos Ungidos

e

Marechal de Benália

exemplificam esse quesito) – a função destes no x1 é aumentar o dano localizado, dando velocidade para finalizar um oponente (auras e equipamentos permitem a mesma interação, dando recursos para situações diversas). Nosso pacote de tutores é focado em buscar a aura ou o equipamento adequado para contornar a situação que o oponente impuser à mesa, mas nossos recursos não são tão gerais para impor ritmo a três jogadores, muito menos aplicar a pressão necessária para atrasar o plano de jogo de decks focados em combos. Como um tier do Duel Commander, devemos escapar de todo tipo de hate, portanto temos recursões de cemitério, anulações e remoções gerais para eliminar ameaças a nosso plano de jogo. O problema aqui é que estes são usados de uma maneira diferente do padrão – a maior parte das listas do cEDH usa respostas para impedir que seu próprio plano de jogo seja afetado, e não para afetar o plano de jogo dos oponentes.
Loading icon
Observando a lista, podemos ver que não há dano global adicionado, além de não haver velocidade para nossa estratégia agressiva. A construção não se sustenta o suficiente para apenas responder se algo der errado, tendo de impedir o jogo do oponente ao mesmo tempo em que joga, reduzindo ainda mais sua velocidade.

SUBSTITUIÇÃO DE CARTAS DE ALTO VALOR

Nesta lista, notamos a presença de staples clássicas de formatos um contra um, ao exemplo de

Mago da Conjuração-relâmpago

; a substituição pode ser dada reforçando outras funções do deck, não necessariamente readequando a aplicação da carta substituída, uma vez que um CMC baixo deve ser priorizado.

CONCLUSÃO

Com posse de todas essas informações, podemos concluir que cada formato possui uma característica própria, não permitindo que um deck transite entre esses sem alterações em sua estratégia ou jogabilidade. Por hoje ficamos por aqui. Sei que este é um tema que não é de interesse geral e torna-se raso por não haver grande desenvolvimento nos argumentos sem que se teste as listas. Joguei por muito tempo com esta construção de Geist, e concluí que não há a possibilidade de certos comandantes integrarem um cenário competitivo do EDH, sendo que não são beneficiados pelas características do formato. Desta forma, nos vemos na próxima semana. Até a próxima, meus queridos!

Ad

Grade

0

Profile Main Image

Thiago

Jogador de Magic desde Tarkir, sou apaixonado por interações e sinergias que quebram a curva do jogo. Para mim, o cEDH é o teste máximo para o jogador de Magic, tanto para deck build, quanto para gameplay. Para me acompanhar no YouTube, acessem meu canal.

Social Youtube Brands icon

User profile image
More comment
How venture into Dungeons work, new Forgotten Realms mechanic

How venture into Dungeons work, new Forgotten Realms mechanic

Weekly Metagame: New Modern Innovations, a broken Pauper & Legacy stabilizing

Weekly Metagame: New Modern Innovations, a broken Pauper & Legacy stabilizing

Instant Chat - Thoralf, Magic and the LGBT+ community

Instant Chat - Thoralf, Magic and the LGBT+ community

More recent articles

Same Author

The cEDH Archetypes #11 - Infinite Mana. What now?

The cEDH Archetypes #11 - Infinite Mana. What now?

The cEDH Archetypes #10 - Curiosity

The cEDH Archetypes #10 - Curiosity

The cEDH Archetypes #09 - Birthing Pod Lines

The cEDH Archetypes #09 - Birthing Pod Lines

More from same author

Your privacy

We use cookies to ensure the functionality of our website, to personalize content and advertising, to provide social media features, and to analyze our traffic. Find out more about cookies reading our Privacy Policy