Existe vida após o Looting?

Magic: the Gathering

News

Existe vida após o Looting?

Nesse artigo vou focar nas adaptações que podem ser feitas nos decks que usavam Faithless Looting, e nos possíveis decks que podem ser montados com as cartas já adquiridas.

By Thiago, 08/29/19

Tem uma história, uma história muito cruel que eu tenho que contar aqui. Eu tenho que contar essa história. De uma criancinha... que nos braços da mãe, já pronta pra descartar duas Vengevines, disse assim:

"Mamãe, no céu tem looting?”

Image content of the Website

E baniu...

Fala ae pessoal. Se você é um jogador que nem eu, que curte botar um milhão de bichos do cemitério noo campo de batalha e ouvir os coleguinhas reclamando, também não deve ter ficado nem um pouco contente com a última banlist.

Mas será mesmo que não dá pra fazer nada com as cartas que a gente adquiriu com tanto esforço, e com os decks que curtimos jogar?

Eu acredito que em alguns casos sim, e é isso que vou discutir com vocês hoje.

Ad

Nesse artigo vou focar nas adaptações que podem ser feitas nos decks que usavam

Faithless Looting

, e nos possíveis decks que podemos montar com as cartas que temos. O Diogo escreveu um artigo falando sobre como esse ban beneficia outros decks do formato, e pra quem quiser ter uma ideia geral do que esperar do Modern, recomendo a leitura. Bom, vamos lá. Começando logo pelo causador desse fuzuê todo:

HOGAAK

O "Hogaak Winter" realmente deixou muitos incomodados. O deck travou boa parte das estratégias do Modern, obrigando os outros a usarem muitas cartas voltadas contra o cemitério, e ainda assim se mostrou bem resiliente a elas. Com isso, tivemos uma supremacia do deck, representando 20% do meta no 2º dia de 2 dos 3 últimos GP's Modern, com ambos terminando com 5 Hogaaks no top8 e uma mirror match de Hogaak na final de ambos. O ban já era esperado! Desde o lançamento de

Stitcher’s Supplier

, que eu jogo de BridgeVine. É a estratégia que eu gosto, e mesmo quando

Surgical Extraction

estava em todos os decks, continuei insistindo nesse arquétipo. Fora isso, jogo com

Gravecrawler

desde a época em que ele era válido no Standard. Então mesmo sem looting e

Brigde from Below

, vou insistir em voltar com meus zumbis, vampiros e plantas mutantes do cemitério! Segue abaixo a 1ª lista do que poderia ser um novo deck com

Vengevine

, pra quem também estiver disposto a tentar.
Loading icon
Não é mais um deck tier 1, mas continua sendo divertido. E dá sim pra arrancar bons resultados com a recursão dos bichos. Eu vou testar mais pra frente a inclusão de 2

Altar of Dementia

, para ter uma 2ª maneira de fechar as partidas longas.

DREDGE

Não tem jeito, os Golgari sempre vão sobreviver. Eles são que nem baratas. Pode tacar uma bomba atômica que no meio dos destroços que vão sair vários bichinhos dando Dredge! O grosso do deck continua todo aí. Ele já fazia ótimos resultados antes do Hogaak, e o bicho era 1-of na maioria das listas. O ban do 8/8 não é um problema. Agora o looting sim vai fazer falta. Pro Dredge, essa carta era 3 em 1: consistência, explosão e uma maneira rápida de descartar cartas com dregde. Sem ela, não é tão fácil manter uma mão com 1 terreno só. E outras cartas só vão oferecer duas das qualidades citadas. Com isso vejo dois caminhos possíveis a seguir: 1) Focar na consistência do deck: No lugar dos lootings, eu colocaria o 19º terreno

Dakmor Salvage

(para ser possível “comprar” o 2º terreno do cemitério), uma criatura com dredge, e 2

Insolent Neonate

, que já jogava no Dredge antes do

Creeping Chill

ser lançado. Ele possibilita jogar uma carta com dredge pro cemitério e logo em seguida usar a compra pra ativar a habilidade. 2) Focar na explosão do deck. E isso pode ser feito incluindo esse novo brinquedo no deck:
Com essa carta é possível logo de cara jogar 5 cartas pro cemitério, algo que na lista atual não era possível no turno 1. Ela faz sozinha o que

Insolent Neonate

+

Stinkweed Imp

faziam nas listas pré

Creeping Chill

. Em contra-partida a base de mana fica mais inconsistente, pois o deck passa a ter 4 cores.

Ad

Segue abaixo uma lista de como ficaria o deck:
Loading icon

IZZET PHOENIX

A falta do looting impacta fortemente esse deck. Vi na internet muitas pessoas dizendo que é só substituir a carta por

Izzet Charm

que já tem jogo, mas eu discordo fortemente. O deck precisa filtrar a mão o mais rápido possível, e o flashback do looting é extremamente relevante nesse arquétipo. A falta do looting tira a explosão do deck, atrapalha em sua consistência e ainda por cima o faz perder boa parte da pressão que ele oferecia. O único caminho que vejo para manter o Izzet Phoenix vivo é voltar a usar

Thought Scour

e

Snapcaster Mage

no maindeck, e tentar entender melhor como o Izzet Charm e Snapcaster + Izzet Charm encaixariam nas curvas 2 e 4 do deck. Segue abaixo uma lista premilinar de como seria o deck sem looting:
Loading icon
Outra caminho também seria deixar de lado a

Arclight Phoenix

e pegar as cartas que faltam para montar o Blue Moon. A base de mana é praticamente a mesma, e esse arquétipo também usa

Thing in The Ice

e algumas das cartas que estavam no sideboard. Não sou jogador de Control, então não vou me aprofundar muito nesse arquétipo pra evitar de falar besteira hahahaha.

MONORED PHOENIX

Este não perde tanto da explosão, pois já conta com uma variedade de criaturas com prowess e/ou ímpeto e várias mágicas de dano direto. A questão agora é decidir qual carta irá suprir a necessidade de descartar as

Arclight Phoenix

. Cartas de custo 2, como

Cathartic Reunion

, deixam o deck mais lento.

Burning Inquiry

descarta aleatoriamente, o que pode ser perigoso. E

Insolent Neonate

não conta para o prowess das outras criaturas, nem para voltar as Fênix do cemitério. A principio eu iria de Reunion. Ou iria para a versão sem Fênix, conhecida como MonoRed Prowess. Acredito que a falta de um looting prejudica mais quem usa Fenix do que quem usa

Bedlam Reveler

, se é que o deck vai continuar usando essa criatura agora...

HOLLOW ONE

O deck já andava bem sumido do meta, pois suas cartas ajudavam o oponente a descartar as Vengevines e cartas com dredge. Alem disso, ele também sofria com as

Leyline of the Void

. E o ban do looting só piorou a situação. Como o deck gira em torno de baixar os

Hollow One

o mais rápido possível, o looting faz uma falta absurda. Não vejo o deck voltando a ser competitivo enquanto a Wizard não lançar pelo menos alguma versão piorada do looting que seja de custo 1.

MARDU PYROMANCER

Pra mim, esse deck vai ser pouco afetado com a ausência do looting.

Seasoned Pyromancer

oferece o card advantage perdido com o looting. Acredito que agora o deck vá deixar de lado os

Bedlam Reveler

e usar outra carta como Win Condition. E a primeira carta que me vem à mente é:
O pacote SFM +

Batterskull

+

Sword of Feast and Famine

encaixa perfeitamente no deck. Imagina conjurar um

Lingering Souls

e no turno seguinte tentar equipar a espada no espírito pra em seguida atacar. Obrigar o oponente a usar um

Fatal Push

,

Lightning Bolt

ou

Path to Exile

em uma ficha. Só sucesso!

Ad

Pra quem curte o deck, recomendo procurar o Selfeisek no mtg goldfish. Ele tem vários 5-0 com esse deck do Mol, e muitos o creditam como criador do arquétipo. Então acho uma boa estudar quais cartas ele vai usar agora.

GRISHOALBRAND

Voltou pro Helvault. Junto com o

Faithless Looting

. Desculpa...
Image content of the Website
Bom, é isso pessoal. Existe vida após o looting! Uma vida triste e cheia de Karns ou Lilianas na 3, mas uma vida... hahahaha

MENÇÕES HONROSAS

Achei na internet duas listas bem engraçadas de Hollow One e resolvi incluí-las aqui. Quero saber quem vai testar alguma delas, porque eu tô bem curioso pra saber se os decks ficaram divertidos!
Loading icon
Loading icon

Grade

0

User profile image
More comment
How venture into Dungeons work, new Forgotten Realms mechanic

How venture into Dungeons work, new Forgotten Realms mechanic

Weekly Metagame: New Modern Innovations, a broken Pauper & Legacy stabilizing

Weekly Metagame: New Modern Innovations, a broken Pauper & Legacy stabilizing

Instant Chat - Thoralf, Magic and the LGBT+ community

Instant Chat - Thoralf, Magic and the LGBT+ community

More recent articles

Same Author

Can we save the Companions?

Can we save the Companions?

What is the problem with Wizards?

What is the problem with Wizards?

About last banned and restricted announcement

About last banned and restricted announcement

More from same author

Your privacy

We use cookies to ensure the functionality of our website, to personalize content and advertising, to provide social media features, and to analyze our traffic. Find out more about cookies reading our Privacy Policy