Fazendo Day 2 com Devoted Company

Magic: the Gathering

Competitive

Fazendo Day 2 com Devoted Company

Falemos de Devoted Company, Vizier Devoted, GW Devoted, Selesnya Company, Counters Company ou como preferir chamar. A própria Channel Fireball fez o favor de nomear o meu deck de duas formas diferentes em suas publicações a respeito do Day 2 do Main Event do Magic Fest São Paulo 2019.

By Leonardo, 04/21/19

Falemos de Devoted Company, Vizier Devoted, GW Devoted, Selesnya Company, Counters Company ou como preferir chamar. A própria Channel Fireball fez o favor de nomear o meu deck de duas formas diferentes em suas publicações a respeito do Day 2 do Main Event do Magic Fest São Paulo 2019.
Loading icon
Para os novos por aqui, o deck é sobre conseguir reunir um

Devoted Druid

não enjoado e um

Vizier of Remedies

.
Image content of the Website

Ad

Image content of the Website
Como podem reparar, essa combinação nos permite gerar o quanto for necessário de mana verde, desvirando o druida incessantemente. Ok, mas o que fazer com essa mana? Essa provavelmente vai ser a principal resposta para muitas das perguntas sobre o deck, mas... depende da lista. No caso da lista que usei no Magic Fest, a ideia é encontrar a solitária

Walking Ballista

e resolvê-la para X = 10000000 ou apenas um número grande o suficiente para matar o seu adversário com alguma folga. Para encontrá-la, iremos utilizar a habilidade do

Duskwatch Recruiter

repetidamente. Uma “win condition” secundária da minha lista é utilizar o terreno

Kessig Wolf Run

e atacar com o próprio druida não enjoado. Nas demais listas vocês podem encontrar combos com Rhonas the Indomitable, Mirror Entity, Shalai, Voice of Plenty, entre outros.
Image content of the Website
Image content of the Website
Image content of the Website
E se eu tiver meu combo exilado ou o oponente simplesmente tem tanto removal que não consigo desvirar com o druida em campo? Isso é algo que vai acontecer com frequência, após a ascensão do UR Phoenix, todos jogam com mais removals e surgical no sideboard. Buscando contornar isso, busquei uma lista que me proporcionasse uma forte estratégia midrange. Assim, contaremos com cartas com

Knight of the Reliquary

,

Eternal Witness

,

Militia Bugler

e todo o sideboard que pode entrar no lugar de peças do combo. Sim, é exatamente o que estão pensando, em muitos matchups eu reduzo demais a quantidade de cada peça do combo e confio que meu sideboard e minha estratégia de midrange darão certo.

Ad

Image content of the Website
A lista sempre tem alguns slots livres e isso possibilita com que você pegue uma lista pronta, mas dê a sua cara ao deck. Considero que meu deck possui cinco slots discutíveis, que são: • 2

Militia Bugler

• 1

Scavenging Ooze

• 1

Courser of Kruphix

• 1

Ramunap Scavator

Esses slots são importantes e devem ser adaptados ao seu meta local. Optei pelo Ramunap, por exemplo, pois esperava encontrar muitos jogadores de Tron, Titanshift e Amulet Titan no Magic Fest. Ooze contra Dredge e Phoenix. Couser na expectativa de ser emparceirado contra Burn e afins. Os Bugler eu acho extremamente fortes quando caem no Company, me permitindo olhar boa parte do deck e escolher o que for mais relevante. Outras cartas que poderiam pensar em utilizar nesses slots são: •

Renegade Rallier

Knight of Autumn

Rhonas the Indomitable

Remorseful Cleric

Selfless Spirit

Voice of Resurgence

, •

Tireless Tracker

, dentre inúmeras outras. Como disse, devem adaptar ao metagame da sua loja ou região. O deck não tem um matchup fácil contra UR Phoenix, que representava quase 20% do metagame, e mesmo assim escolhi utilizá-lo no Main Event do Magic Fest e o motivo é simples: acredito que seja melhor jogar com um deck que considero entender em sua totalidade e adaptá-lo o quanto for necessário ao meta do que pegar um deck de última hora e não extrair o melhor do mesmo, apenas na expectativa de encontrar jogos favoráveis. Fechei o primeiro dia do Magic Fest 6-2, ganhando de um UR Phoenix com adaptação que comentei anteriormente, se não me engano foram 9 ou 10 cartas que entraram do side. Além desse, encontrei Humanos, Tron (duas vezes), Titanshift, Dredge, Bogles e Affinity. Não acho que tenha cometido nenhum erro grave, nada que mudaria algum resultado e acredito que as partidas que perdi foram por falta de sorte, nada que o deck não possa resolver em encontros futuros. Para compensar meu Collected Company não encontrando nenhuma criatura em um dos jogos que perdi, tive a oportunidade de “topdeckar” um

Kataki, War's Wage

que praticamente ganhou o jogo sozinho contra o Affinity. No segundo dia encontrei Humanos, Death and Taxes, UR Phoenix, Grixis Death Shadow, Titanshift e fui até a penúltima rodada com chance de premiar, mas tive a infelicidade de encontrar um Storm e começar na draw. Essa match costuma ter o primeiro game decidido no dado, uma vez que nenhum dos dois decks tem muitas formas de interagir com o outro, quem começa acaba saindo vitorioso. Após o side, acho que a match fica um pouco mais favorável para o Devoted Combo, pois temos muitas cartas no sideboard que podem atrasar bastante o Storm. Infelizmente não comprei muito bem e o mulligan castigou bastante, acabando com minha chance de premiação. Assim, fechei o segundo dia 4-3, totalizando 10-5 e a 108ª posição dentre os quase 1400 jogadores. Um resultado que me deixou bastante contente, considerando que foi meu primeiro Magic Fest (ou Grand Prix). Para mais informações sobre decks similares: foram para o Day 2 desse Magic Fest São Paulo outros 3 Devoted Combo. Um deles era o clássico Abzan, que conta também com o combo do

Kitchen Finks

,

Viscera Seer

e

Vizier of Remedies

. Outro usou uma estratégia pouco convencional em builds de Devoted Combo e optou por utilizar

Chalice of the Void

e

Simian Spirit Guide

, tech que foi utilizada por muitos decks para tentar parar o UR Phoenix. O último dos 4 classificados não teve a lista divulgada, mas pelo nome “Devoted Evolution”, acredito que deve ser bem parecido com o deck que fez Top 16 no Main Event de Tampa. Um deck que é mais toolbox de criaturas e confia na força do

Eldritch Evolution

em detrimento de cartas como

Chord of Calling

.

Ad

Como podem ver, os 4 Devoted Combo que fizeram bons resultados no evento eram extremamente diferentes, então não há certo ou errado, os 4 eram competitivos e cada jogador soube extrair o melhor de sua própria versão. Deixo para todos aqui a lista que utilizei no Magic Fest São Paulo 2019. Sintam-se a vontade para tirar dúvidas ou fazer sugestões.

Grade

0

Modern deck tech
Profile Main Image

Leonardo

Administrador e redator da Cards Realm. Jogador de combo nas horas vagas

Social Facebook brands iconYoutube Brands iconInstagram Brands iconTwitch Brands icon

User profile image
More comment
Pauper Masters's Last Chance Qualifier takes place this Saturday!

Pauper Masters's Last Chance Qualifier takes place this Saturday!

WIzards announces Secret Lair drop with Dungeons & Dragons illustrations

WIzards announces Secret Lair drop with Dungeons & Dragons illustrations

Weekly Metagame: the impact of Modern Horizons II - week 2

Weekly Metagame: the impact of Modern Horizons II - week 2

More recent articles

Same Author

Modern Deck Tech: Selesnya Stoneforge

Modern Deck Tech: Selesnya Stoneforge

A Magic: The Gathering player review of Legends of Runeterra

A Magic: The Gathering player review of Legends of Runeterra

Suspension of in-store play extended until June 1st

Suspension of in-store play extended until June 1st

More from same author

Your privacy

We use cookies to ensure the functionality of our website, to personalize content and advertising, to provide social media features, and to analyze our traffic. Find out more about cookies reading our Privacy Policy