Profile Main Image

Diogo

MCVI tem protestos em cartas a favor do direito trans

Autumn Burchett foi obrigado a trocar algumas cartas do deck

No primeiro dia do Magic: The Gathering Mythic Championship VI, o membro do Magic Pro League e o vencedor do Mythic Championship I Autumn Burchett foi obrigado a trocar algumas cartas do deck. No Twitter, Burchett compartilhou uma foto de uma floresta e ilha com as mensagens escritas "Não há furto em Gruul Turf" e "Direitos trans são direitos humanos". E disse que os oficiais do torneio a instruíram a remover essas cartas do deck. <blockquote class="twitter-tweet"><p lang="en" dir="ltr">I was instructed by tournament officials to remove these defaced Terese Nielsen lands from my deck <a href="https://t.co/IeeQdW2LnX">pic.twitter.com/IeeQdW2LnX</a></p>&mdash; Autumn Burchett (@AutumnLilyMTG) <a href="https://twitter.com/AutumnLilyMTG/status/1192953657102389248?ref_src=twsrc%5Etfw">November 8, 2019</a></blockquote> <script async src="https://platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> [link](https://blogs.magicjudges.org/rules/mtr3-3/)(Do livro de regras): *Modificações artísticas são aceitáveis ​​em torneios sancionados, desde que as modificações não tornem irreconhecível a arte da carta, contenham conselhos estratégicos substanciais ou contenham imagens ofensivas. Modificações artísticas também podem não obstruir ou alterar o custo de mana ou o nome da carta.* Até aqui nas regras, tudo parece estar de acordo. Em uma sessão da regra também vemos a seguinte frase: *"O potencial ofensivo de uma alter é uma área mais subjetiva e provavelmente deve ter uma abordagem mais conservadora."* Logo, a Wizards of the Coast talvez tenha pensava que o protesto de Burchett pode ofender alguém. A decisão da WotC de supostamente proibir Burchett de usar os terrenos modificados durante o primeiro dia do Mythic Championship VI claramente não foi bem recebida pelas comunidades MTG e LBGTQ+. Após as ondas de apoio a Burchett no Twitch, a WotC mudou de idéia e, de acordo com Burchett, eles o deixaram usar as cartas modificadas, como mostrado no Tweet abaixo: <blockquote class="twitter-tweet"><p lang="en" dir="ltr">Have been approved to have these in my deck for the tournament. Didn’t really want the previous art in my deck anyways.<br><br>Trans rights are human rights!<a href="https://twitter.com/hashtag/MythicChampionshipVI?src=hash&amp;ref_src=twsrc%5Etfw">#MythicChampionshipVI</a> <a href="https://t.co/JTivscqloP">pic.twitter.com/JTivscqloP</a></p>&mdash; Autumn Burchett (@AutumnLilyMTG) <a href="https://twitter.com/AutumnLilyMTG/status/1193235842363482112?ref_src=twsrc%5Etfw">November 9, 2019</a></blockquote> <script async src="https://platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> O que vocês acham sobre esse acontecimento no Mythic Championship VI? *NOTA DO EDITOR* A artista dos terrenos com mensagens de protesto é a Terese Nielsen. Provavelmente, na visão de Burchett, a Terese seria uma TERF (e por isso o "No TERF on Gruul Turf"). TERF significa "Trans-Exclusionary Radical Feminist", ou seja, feministas radicais que não reconhecem as mulheres trans como mulheres. A Terese Nielsen já foi mencionada anteriormente em protestos por ter posicionamentos políticos conservadores, principalmente depois de ter declarado apoio ao Trump nas últimas eleições americanas.

Compartilhe:

Nota

0

Profile Main Image

Diogo

Torcedor do Vasco da Gama, Fantasia, música indie, principalmente folk, adora decks como Living End no Modern e UB Shadow no Legacy e torce que jamais haja um Secret Lair com os personagens da DC.

Social Facebook brands icon

User profile image
More comment