Profile Main Image

Thiago

Os Arquétipos do cEDH #11 - Mana Infinita, e Agora?

Falarei, no dia de hoje, sobre alguns comandantes anteriormente usados como sintetizadores de mana, de modo a dar opções para os amigos que gostam de combar mana infinita.

Este artigo pertence à série Os arquétipos mais populares do cEDH:

1. Os arquétipos do cEDH #01 - Food Chain

2. Os arquétipos do cEDH #02 - Demonic Consultation

3. Os Arquétipos do cEDH #03 - Underworld Storm

4. Os Arquétipos do cEDH #04 - Aetherflux Storm

5. Os Arquétipos do cEDH #05 - Hatebears

6. Os Arquétipos do cEDH #06 - Thieves & Wheels

7. Os Arquétipos do cEDH #07 - Taking Turns

8. Os Arquétipos do cEDH #08 - Extra Combats

9. Os Arquétipos do cEDH #09 - Birthing Pod Lines

10. Os Arquétipos do cEDH #10 - Curiosity

11. Os Arquétipos do cEDH #11 - Mana Infinita, e Agora?

Olá, meus queridos! Tudo bem com vocês? Meu nome é Fogaça e estou aqui para falar sobre Commander. No último artigo anunciei que entramos na fase final de nossa série, o que nos leva a falar sobre algumas tendências de deck build que aparecem no cEDH e não devem ser deixadas de fora de nossos textos. Pensando nisso, teremos um de especial de fim de temporada, onde o artigo de hoje e o da semana que vem conversarão um com o outro, trazendo um fim digno para quem nos acompanhou nesses últimos meses. Para isso, falarei, no dia de hoje, sobre alguns comandantes anteriormente usados como sintetizadores de mana, de modo a dar opções para os amigos que gostam de combar mana infinita. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/mrd-mirrodin/isochron-scepter-188.jpeg?3876) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/kld-kaladesh/dramatic-reversal-44.jpeg?1497) *O COMBO* Quando pensei em falar sobre esse tema, sabia que teria que o introduzir de uma forma melhor do que simplesmente jogar os comandantes e falar sobre o que eles fazem, mas, no fim, acaba sendo esta a nossa opção. Combos de mana infinita são característicos do formato, podendo ter as mais diversas fontes e moldes, desde os mais simples, até os mais complexos, mas, quando penso neles, também lembro daquela clássica jogada onde um player atinge a tão cobiçada fonte ilimitada de mana e passa o turno, pois não possui um modo para aproveitá-la. Sendo assim, nosso artigo de hoje dará opções aos jogadores que preferem uma estratégia baseada em uma condição para mana infinita, fazendo com que esse loop seja seu objetivo, uma vez que seu general possa resolver o jogo baseando-se nisso. *COMANDANTES* Basicamente, uma lenda a qual encabeça um deck que tenha como objetivo gerar mana infinita tem de ser um chamado mana sinker, podendo, assim, aproveitar a geração de mana, seja ela incolor ou colorida. Podemos, desta forma, traçar um paralelo com nosso primeiro artigo, onde falamos sobre [[Food Chain]] - naquela ocasião, o comandante deveria ter um efeito favorável ao entrar ou sair do campo ou mesmo durante seu cast. Para nossa lista de hoje, separei alguns comandantes que integram os principais tiers do formato, de modo a dar opções de acordo com os diferentes arquétipos presentes no jogo, permitindo uma maleabilidade de escolha para os mais diversos pilotos. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/c16-commander-2016/breya-etherium-shaper-29.jpeg?7771) Iniciamos com um dos clássicos, já presente a um bom tempo no formato. Breya já teve seus altos e baixos, derivando sua build entre o valor e a proatividade de um combo rápido. Para hoje, falaremos sobre este segundo, sendo que uma ideia de mana infinita colorida já resolve nosso jogo: com a própria habilidade de Breya, poderemos sacrificá-la, junto a um toptero criado por ela, de modo a causar dano direto aos oponentes e repetir o ciclo, reconjurando-a e ativando suas habilidades para levarmos o jogo. Para este combo dar certo, uma build explosiva com várias opções de tutores e geradores de mana são necessários, uma vez que Breya é afetada tanto por hates para criaturas, quanto para artefatos, além de exigir um combo em sorcery speed. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/mh1-modern-horizons/urza-lord-high-artificer-75.jpeg?137) Entrando, agora, nos decks mais disruptivos, temos o conhecido Archenemy do azul. Urza é considerado o melhor general azul do formato por sua adaptação ao meio onde está, podendo, assim como seu antecessor Chain Veil Teferi, impor o ritmo da mesa, de modo a escolher os momentos onde quer explodir e ter uma jogada de valor ou jogar para trás e se previnir do jogo alheio. Sua habilidade de conjurar cartas vindas do grimório pode, em uma primeira visão, ser considerada uma roleta russa, uma vez que você deva embalhar o deck para resolvê-la, mas, quando unida a um combo de mana infinita, esta passa a ser um claro meio para jogar todo o grimório, e, consequentemente, vencer o jogo - o que falta, neste caso, é apenas uma maneira adequada para a vitória, como as opções de [[Jace, Wielder of Mysteries]] e [[Thassa's Oracle]] para a condição de overdeck ou os turnos infinitos proporcionados por [[Nexus of Fate]] e [[Beacon of Tomorrows]]. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/c16-commander-2016/thrasios-triton-hero-46.jpeg?4918) Ao falarmos de [[Thasios, Triton Hero]], temos muita lenha para nos abastecer. Poderia ficar aqui escrevendo por horas, dissertando sobre as inúmeras variações que este comapanheiro possui, mas, entre elas, uma coisa é certa: tanto para o valor, quanto como um mana sink, Thrasios é essencial, de modo a permitir, assim como Urza, um finishing consistente para uma condição de mana infinita, porém, desta vez, não temos a questão da roleta russa inclusa, além de possuirmos, também, um card selection na forma de um scry 1, de modo a possibilitar as mesmas opções que nosso bom velhino, porém com uma color pie mais ampla e uma consistência maior como peça de card advantage individual. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/eld-throne-of-eldraine/kenrith-the-returned-king-303.jpeg?8574) Por fim, falamos sobre nosso querido rei, o qual caracteriza, ao meu ver, a máxima elevação de um único comandante para o formato. Se Thrasios é excelente por agregar um grande card advantage, Kenrith é tudo o que um jogador de cEDH deseja, possibilitando draws, buffs, life gain, reanimate e evasão para nossas criaturas, de modo a ser uma peça única no formato. Para finalizar o jogo com nosso monarca, não precisaremos de uma peça adicional, como nos outros casos, pois ele mesmo garante tal feito: a partir de uma condição de mana infinita, poderemos usar sua habilidade de draw para comprarmos nosso deck, e, com isso, poderemos jogar duas criaturas quaisquer, como mana dorks, para as crescer, concedê-las atropelar e ímpeto e as usar para finalizar o jogo através do ataque, direcionando cada uma (junto ao Kenrith) para um oponente, tendo, desta forma, todo nosso grimório em mãos para responder possíveis tentativas de sobrevivência dos adversários. *CARTAS NOTÁVEIS E ALTERNATIVAS BUDGET* Agora é oficial: unir estas duas sessões virou tendência. Brincadeiras à parte, vamos novamente unir o útil ao agradável para deixar uma lista de opções para vocês - deixarei alguns comandantes que podem ser bem desenvolvidos a partir de uma condição de mana infinita, dando, assim, mais opções para quem quer aproveitar esse arquétipo e buildar em volta dele. Caso haja alguma dúvida sobre como útilizá-los, peço que deixem suas questões nos comentários, desta forma, tentarei ajudá-los em sua tarefa de deck build. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/piko-ikoria:-lair-of-behemoths-promos/kinnan-bonder-prodigy-192p.jpeg?196) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/frf-fate-reforged/tasigur-the-golden-fang-87.jpeg?9314) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/m20-core-set-2020/golos-tireless-pilgrim-226.jpeg?6459) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/thb-theros-beyond-death/kroxa-titan-of-deaths-hunger-221.jpeg?5646) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/shm-shadowmoor/oona-queen-of-the-fae-172.jpeg?7274) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/mh1-modern-horizons/sisay-weatherlight-captain-29.jpeg?6393) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/thb-theros-beyond-death/uro-titan-of-natures-wrath-229.jpeg?3990) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/c13-commander-2013/marath-will-of-the-wild-198.jpeg?8017) CONCLUSÃO Sei que nossos artigos anteriores tiveram uma característica mais argumentativa que este, o qual teve uma característica mais expositiva, mas, isso se deve à construção do nosso proxímo texto, o qual finalizará nossa série. Para hoje, gostaria de deixar uma mensagem de que se deve analisar as vantagens e desvantagens de se usar um combo, seja qual ele for, em relação à build e ao comandante - é comum encontrarmos combos de mana infinita de forma avulsa nos decks por ai, mas, no fim, eles são mesmo necessários? Fica este pensamento para semana que vem. Por hoje ficamos por aqui. Peço que deixem seu feedback para que possamos melhorar sempre. A série tem como objetivo abordar apenas uma parte de toda uma esfera que abrange um formato de extrema diversidade, sendo assim, convido vocês para se inscreverem em meu [link](https://www.youtube.com/channel/UCyqfJp8MNsmyE89F2ALRYrg)(canal no YouTube), onde falo mais sobre Commander, não só competitivo, mas também em outras variedades, bem como falo sobre outros formatos. Até a próxima, meus queridos!

Compartilhe:

Nota

0

Profile Main Image

Thiago

Jogador de Magic desde Tarkir, sou apaixonado por interações e sinergias que quebram a curva do jogo. Para mim, o cEDH é o teste máximo para o jogador de Magic, tanto para deck build, quanto para gameplay. Para me acompanhar no YouTube, acessem meu canal.

Social

User profile image
Profile Main Image

Thiago

Os Arquétipos do cEDH #10 - Curiosity


Olá, meus queridos! Tudo bem com vocês? Meu nome é Fogaça e estou aqui para falar sobre Commander. Após uma pausa, voltamos com nossa série sobre cEDH. Minha ideia inicial era tratar sobre combos e condições de vitória as quais pautam o jogo dos mesões de power level elevado, de forma a introduzí-los à história de cada um destes e à razão para estarem ou não jogando no atual field, mas, com o decorrer da série, minha ideia foi alterada pelo crescimento de arquétipos que não se relacionam com uma win condition em si, mas com o modo que os decks utilizam para gerar valor e progredir seu jogo. Pensando nisso, irei dedicar nossos últimos três capítulos desta revisão (sim, teremos apenas mais três artigos nesta série) para comentar um pouco sobre tendências as quais são encontradas no atual cenário do cEDH, de forma a iniciar pelos efeitos de [[Curiosity]], presentes nos decks Curiosity Control. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/8ed-eighth-edition/curiosity-72.jpeg?9228) *O COMBO* Já vou começar dizendo que neste artigo não comentarei sobre os combos que envolvem algum Niv-Mizzet e um efeito de Curiosidade - nossa ideia será discorrer sobre como este tipo de efeito serve para gerar valor, ao contrário da caracterização de nosso Parun preferido que acaba, desta forma, iniciando um loop. Meu ponto aqui é sobre quando um comandante funciona com uma engine de dano relacionada a algum efeito específico, de forma a possibilitar uma associação a efeitos como [[Curiosity]] para conseguirmos mais draws e acharmos respostas para o jogo, cartas para nos impulsionar na partida ou mesmo nossas condições de vitória. Analisando friamente, posso dizer que a vantagem de usar mecânicas associadas a comandantes de forma a gerar card advantage sem se relacionar diretamente com nossas wincons é colocar os oponentes em uma situação desconfortável, ao ponto em que há uma dúvida sobre a valência de remover o general da mesa, uma vez que o efeito vai agregando aos poucos, até que isso seja convertido em algo relevante. *COMANDANTES* Para que nossa engine funcione bem, precisaremos de um comandante que garanta dano por outro meio além do combate, de forma a agir de maneira passiva e com uma habilidade desencadeada. Pensando nisso, separei duas builds populares no meta atual, com as quais tentarei explicar ambas as nuances desse tipo de arquétipo. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/c16-commander-2016/thrasios-triton-hero-46.jpeg?4918) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/c16-commander-2016/vial-smasher-the-fierce-49.jpeg?7868) Inicialmente, vamos com uma build muito querida no formato, a qual consegue unificar quase todas as experiências de valor que temos disponíveis. Com as quatro cores as quais temos acesso, podemos construir nossa lista em torno de combos como as já citadas em artigos anteriores linhas de [[Demonic Consultation]] e de [[Underworld Breach]], de forma a possibilitar uma postura Midrange/Control com as melhores remoções, respostas e tutores, podendo, desta forma, usufruir da combinação de [[Vial Smasher the Fierce]] e um efeito como os que estamos falando hoje para encontrar respostas de modo que não precisaremos gastar balas além dos nossos tiros padrões (counters, draws, remoções, etc.). No fim, podemos traçar um paralelo entre esse card advantage constante a partir de uma mecânica de slow bomb com os draws promovidos por [[Tymna the Weaver]] em conjunto a estratégia de Hatebears. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/c20-commander-2020/brallin-skyshark-rider-4.jpeg?3272) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/c20-commander-2020/shabraz-the-skyshark-14.jpeg?243) Como outra opção de build para quem gosta de agregar valor comendo pelas beiradas, temos nossa querida dupla ShaBrallin. A color pie jeskai promovida pela combinação destes comandantes faz com que não tenhamos acesso aos tutores e às remoções características da cor preta, nem ao ramp promovido pelo verde, de forma a nos direcionar para uma build mais proativa se comparada à disrupção do exemplo anterior. A ideia aqui é usufruir do dano causado por Brallin não só para promover um loop semelhante a Niv-Mizzet, mas também transformar nosso Ginete em uma peça de draw importante para nossa construção, não nos limitando apenas ao combo primário com o general, assim, permitindo a adição de linhas de [[Underworld Breach]], bem como outros possíveis combos para promover a eficiência da build. *CARTAS NOTÁVEIS E ALTERNATIVAS BUDGET* Novamente, volto para a prática de unir nossas duas sessões para simplificar o entendimento. Para hoje, deixarei uma lista de cartas que dão à criatura encantada/pareada a habilidade de nos proporcionar um draw quando esta causar dano a um ou mais oponentes (essas cartas poderão, portanto, ser unidas a um comandante que promova uma boa interação). [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/8ed-eighth-edition/curiosity-72.jpeg?9228) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/plc-planar-chaos/keen-sense-152.jpeg?2536) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/ddq-duel-decks:-blessed-vs-cursed/tandem-lookout-29.jpeg?1255) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/tsp-time-spiral/ophidian-eye-70.jpeg?5950) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/pca-planechase-anthology/snake-umbra-78.jpeg?6894) *CONCLUSÃO* Mais uma vez, nosso artigo ficou mais razo do que eu gostaria, mas, isso não é necessariamente ruim; minha ideia era apenas apresentar a proposta de interação, de modo a mostrar seus principais usos. Pode-se, pois, concluir que não necessariamente devemos nos ater às grandes interações e engines de draw massivas para gerar valor - uma vez que seu deck possui um estilo de jogo mais reativo, uma estratégia que consiga punir os adversários ao mesmo tempo em que dê draws constantes pode servir muito bem à causa. Por hoje ficamos por aqui. Peço que deixem seu feedback para que possamos melhorar sempre. A série tem como objetivo abordar apenas uma parte de toda uma esfera que abrange um formato de extrema diversidade, sendo assim, convido vocês para se inscreverem em meu [link](https://www.youtube.com/channel/UCyqfJp8MNsmyE89F2ALRYrg)(canal no YouTube), onde falo mais sobre Commander, não só competitivo, mas também em outras variedades, bem como falo sobre outros formatos. Até a próxima, meus queridos!

Compartilhe:

Profile Main Image

Thiago

Jogador de Magic desde Tarkir, sou apaixonado por interações e sinergias que quebram a curva do jogo. Para mim, o cEDH é o teste máximo para o jogador de Magic, tanto para deck build, quanto para gameplay. Para me acompanhar no YouTube, acessem meu canal.

Social