Profile Main Image

GeekPlaceAraras

Aposta para os próximos banimentos em Pioneer

Alerta para outros cards com histórico de banimentos presentes no metagame

Mais uma Segunda Feira e mais um anúncio, Oko, Thief of Crowns e Nexus of Fate deram adeus ao formato no dia 16/12/19. Mais uma vez o banimento de duas cartas com históricos de banimentos em outros formatos, Oko banido recentemente no Standard e Nexus banido nas partidas sem sideboard no Arena. Isso mostra que o formato se assemelha muito aos Standards praticados nas edições envolvidas e mantém o alerta para outros cards com histórico de banimentos presentes no metagame. Outro anúncio foi realizado na Segunda Feira pela manhã sem mudanças em nenhum formato, porém com grandes mudanças na política de banimentos, assunto tratado no artigo publicado por Diogo Leal na CardsRealm ainda no dia 16. Dentre as justificativas da Wizards uma coisa me chamou a atenção, de acordo com a empresa os formatos que não proporcionam diversão apresentam um esvaziamento nos eventos, todos nós sabíamos disso, mas é bom saber que a empresa começou a pensar um pouco nesse fator. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/celd-eld-collector-boosters-oko-thief-of-crowns-271.jpg) O estrago causado pela falha de design do ladrão de coroas parece não ter fim, o card tem potencial para ser ejetado de todos os formatos de Magic the Gathering e em Pioneer não foi diferente. São vários os problemas com a carta, baixo custo de mana unido ao alto valor de lealdade e três habilidades realmente efetivas que agregam valor a mesa a qualquer momento de uma partida. Banimento inquestionável e esperado. Provavelmente o melhor timing para o banimento seria junto ao anúncio do Standard, mas seria uma medida muito pesada e um golpe muito duro para a principal coleção a venda. Resta esperar o banimento em outros formatos. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/m19-core-set-2019-nexus-of-fate-306.jpg) De encontro com a política explicada pela Wizards no anúncio geral da manhã do dia 16/12 existe uma preocupação com a diversão proporcionada pelos formatos de Magic the Gathering e essa preocupação pode ajudar a explicar o banimento de Nexus of Fate. Sim o deck começou a dominar o ambiente, sobretudo no ambiente on line em MTGO, mas a análise vai um pouco além da porcentagem do baralho presente no meta e da dificuldade em enfrentar os jogos pré side, simplesmente não é divertido jogar contra o baralho, é divertido jogar com ele, mas não é divertido jogar contra ele e historicamente isso tem sido levado em conta. Baralhos que não permitem interações do oponente costumam sofrer banimentos constantes até que realmente não consigam mais ser competitivos, podemos ver isso no modern com diversos bans na mecânica de Storm ou de combos como o KCI ou Second Sunrise. *QUAL SERÁ O PRÓXIMO ALVO EM PIONEER?* A lista de banimentos começa a crescer e a preocupação com os próximos alvos também. Ficou clara a preocupação com as cartas banidas em outros formatos, principalmente cartas com banimentos no Standard e por esse motivo vale acompanhar o desenvolvimento desses cards com o passar do tempo. A lista abaixo conta com todos os cards banidos no Standard pós Return to Ravnica. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/emn-eldritch-moon-emrakul-the-promised-end-6.jpg) A interação do card com a mecânica de delírio e com Aetherworks Marvel unidos à falta de boas remoções de grave no standard da época levaram a carta ao banimento, em Pioneer ainda não apresenta um risco real, mas é bom manter o olho aberto. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/kld-kaladesh-aetherworks-marvel-193.jpg) O deck ganhou destaque no standard com Emrakul e Ulamog sendo potencializados pela carta, o baralho pode entrar naquela lista de banimentos por falta de interação com os oponentes. Assim com Emrakul, the Promised End ainda não brilhou em Pioneer, porém é um banimento garantido caso o deck comece a conquistar espaço. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/ktk-khans-of-tarkir-dig-through-time-36.jpg) Banido em praticamente tudo a carta não escapou da punição no Standard e começa a ameaçar também em Pioneer, baralhos de base azul control ou combo começam a abusar do poder de compra do DTT e me parece uma questão de tempo para seu banimento. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/c16-commander-2016-treasure-cruise-101.jpg) Assim como DTT é uma carta que sofreu represálias em praticamente todos os formatos incluindo o standard de sua época, mas em Pioneer sem acesso às fetch lands o tesouro parece seguro. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/ogw-oath-of-the-gatewatch-reflector-mage-157.jpg) O banimento desse card pareceu exagerado na época e um novo banimento em Pionner parece improvável. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/aer-aether-revolt-rogue-refiner-135.jpg) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/kld-kaladesh-attune-with-aether-145.jpg) O futuro desses cards está diretamente atrelado ao sucesso da mecânica de energia em Pioneer, até o momento tudo corre bem e a mecânica não parece comprometer em um formato com mais opções como Pioneer. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/hou-hour-of-devastation-ramunap-ruins-181.jpg) [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/xln-ixalan-rampaging-ferocidon-154.jpg) Vítimas do sucesso de um deck como um todo, o Red Deck Wins standard da época era um baralho completo e dominante, outros cards poderiam ser banidos em seus lugares para diminuir a supremacia vermelha do standard mas eles foram os escolhidos. Em Pioneer Rampaging Ferocidon parece uma carta com potencial mais elevado se pensarmos em um possível deck temático de dinossauros, mas até o momento os dois cards não preocupam. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/ema-eternal-masters-deathrite-shaman-215.jpg) Considerado como um Planinalta de uma mana o card não sofreu represálias no standard de sua época, mas entra na lista como único card banido no Modern (sem banimentos no standard) que está disponível no novo formato. O potencial de estrago do Shaman está diretamente relacionado ao metagame, responder ao cemitério desde o primeiro jogo e ainda contar como um mana dork o levaram a banimentos no Modern e também no Legacy, assim como Treasure Cruise o potencial do card é reduzido pela ausência das fetch lands e seu futuro em Pioneer parece seguro, até aqui... *CONCLUSÃO* [card](Nexus of Fate), [card](Field of the Dead), [card](Oko, Thief of Crowns), [card](Once Upon a Time), [card](Smuggler’s Copter), [card](Felidar Guardian) e [card](Veil of Summer). Todos cards já banidos em Pionner reforçam a teoria de que o olhar para cards banidos em outros formatos é mais atento, já são sete cards com histórico de banimento no standard que também foram excluídos de Pioneer. Ao todo são dezesseis cards banidos em Standard que começaram livres em Pionner, desses dezesseis já são sete banimentos, contando com Nexus of Fate pelo seu banimento nas partidas sem sideboard. Para encerrar segue a aposta do redator em [card](Nykthos, Shrine to Nyx) e [card](Dig Through Time) e os olhos bem abertos para o desenvolvimento de [card](Teferi, Time Raveler) no formato. Carlos Eduardo Tognoli [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/uploads/1572980947.jpeg)

Compartilhe:

Nota

0

User profile image
Profile Main Image

MTG

Budgetzando Standard – Simic Flash by Brad Nelson


Olá jogadores e jogadoras vamos a série budgetizando, onde nos pegamos uma lista de um deck forte no metagame e fazemos uma lista mais acessível, porém ainda boa. A escolha de Brad Nelson, o segundo colocado no Mythic Championship VII foi o deck Simic Flash, uma escolha que também rendeu o top 8 para Javier Dominguez e Seth Manfield. *LISTA NÃO BUDGET* [deck](23220) *MUDANÇAS* O deck é um TEMPO conhecido como DRAW-GO, onde a ideia é jogar o terreno do turno e passar o turno, tendo sempre mana disponível para responder as ações do oponente. Para iniciar a lista vamos começar pelo controle do deck: Mantemos as 3 cópias de [card](Quench) uma instantânea que anula a magica alvo a menos que seu controlador pague 2, sendo uma ótima resposta no early game, sendo útil até contra magicas grandes no late game. Aumentamos de 3 para 4 cópias de [card](Sinister Sabotage) uma instantânea que anula a magica alvo sem restrições e em seguida ainda nos permite vigiar 1 (olhar a carta do topo do grimório e decidir se fica no topo ou se iremos colocar no cemitério filtrando assim o deck). Mantemos as 2 cópias de [card](Mystical Dispute) instantânea de 3 manas que se tiver como alvo uma magica azul irá custar 2 a menos, custando assim apenas um mana azul, e ira anular a magica alvo a menos que seu controlador pague 3. Iremos manter a única cópia de [card](Negate) instantânea que anula a magica alvo que não seja de criatura. E mantemos também as 4 cópias de [card](Frilled Mystic), criatura com lampejo que ao entrar em campo permite anular a magica alvo sem restrições, o que além de ser uma ótima resposta ainda deixa uma criatura que pode servir tanto para atacar como defender dependendo do campo. Ainda para ajudar na parte de controle temos: Manteremos as 2 cópias de [card](Aether Gust) instantânea que faz com que o dono da magica ou permanente que seja vermelha ou verde decida entre colocar aquela magica no topo ou fundo de seu próprio grimório. Lembrando que podemos usar como um conter para impedir que a magica seja resolvida ou um bounce para estragara a estratégia do oponente ou até salvar uma criatura nossa. Iremos substituir as 2 cópias de [card](Brazen Borrower // Petty Theft) por 3 cópias de [card](Dream Eater), apesar de ser uma criatura com custo bem maior ainda possui lampejo e voar e vai devolver uma permanente que o oponente controla para a mão dele, além de usar vigiar 4 (o que nos faz olhar 4 cartas do topo do grimório e escolher entre colocar algumas delas no cemitério para filtrar o deck e devolver o restante para o topo em qualquer ordem). Além da parte do controle, temos alguns suportes para ajudar na estratégia: Mantemos as 4 cópias de [card](Growth Spiral) uma instantânea que nos faz comprar uma carta e em seguida permite colocar um terreno da nossa mão no campo, o que além de nos ajudar a encontrar mais recursos ainda rampa o jogo. Falando em rampar, aumentamos de 3 para 4 cópias de [card](Paradise Druid) uma criatura que enquanto estiver desvirada terá resistência a magia e pode ser virada para adicionar mana de qualquer cor. E iremos adicionar 3 cópias de [card](Spectral Sailor) criatura com voar e lampejo por apenas um mana que ao custo de 4 manas nos faz comprar uma carta. Infelizmente, por questões de orçamento não conseguimos manter as 4 copias de [card](Nissa, Who Shakes the World) que ajuda a rampar além de colocar mais criaturas em campo (sendo uma das condições de vitória do deck) nem as 2 cópias de [card](Hydroid Krasis) que além de ser uma criatura com voar e atropelar ainda nos faz comprar cartas e ganhar vida. Iremos manter também as duas cópias de [card](Castle Vantress) um terreno que entra virado a menos que controlemos uma ilha e pode ser virado para adicionar um mana azul ou ser virado ao custo de dois manas azuis e dois genéricos para usar vidência 2 (filtrando o deck para ajudar a encontrar as cartas que precisamos). E fechando a base do deck mantemos as 4 cópias de [card](Nightpack Ambusher) uma lobo com lampejo que concede +1/+1 para os outros lobos e no final do nosso turno se não tivermos jogado nenhuma magica (o que é a principal ideia do deck) ainda ira criar uma ficha de lobo 2/2, criando aos poucos um exercito que nos ajudará a finalizar o jogo. E encerramos com a base de mana, onde iremos retirar as 4 cópias de [card](Breeding Pool) e as 4 cópias de [card](Temple of Mystery), também iremos trocar as 2 cópias de [card](Fabled Passage) por 4 cópias de [card](Evolving Wilds), e iremos utilizar 10 cópias de [card](Forest) e 10 cópias de [card](Island). Como resultado final chegamos a seguinte lista: *LISTA BUDGET* [deck](24972) Em resumo, normalmente iremos começar o jogo na defensiva anulando as magicas do oponente, e quando tivermos o jogo sob controle, ou o oponente não ter jogado nenhuma ameaça, jogamos nossas criaturas para iniciar a agressividade do deck. Espero que tenham gostado e até a próxima.

Compartilhe:

Profile Main Image

MTG

On Budget

Social