Profile Main Image

Thiago

O Commander com Eldraine #02 - Alela, Artful Provocateur

Seguindo a série sobre Throne of Eldraine, falaremos sobre outro dos generais que nos foi possibilitado pela coleção: hoje é dia da querida Alela, Artful Provocateur

Olá, meus queridos! Tudo bem com vocês? Meu nome é Fogaça e estou aqui novamente para falar sobre Commander. Quando falei sobre [card](Chulane, Teller of Tales), contei que fiquei animado ao saber dos decks pré-construídos de Brawl, assim como tentei quebrar a cabeça para desconstruir as mecânicas apresentadas por eles e estender as builds até outro nível. Portanto hoje, seguindo a série sobre Throne of Eldraine, falaremos sobre outro dos generais que nos foi possibilitado pela coleção: hoje é dia da querida [card](Alela, Artful Provocateur). [cardinfo](Alela, Artful Provocateur) *CONCEPÇÕES INICIAIS* Desde 2011, quando os primeiros pré-cons de Commander surgiram, um fenômeno pôde ser avistado na comunidade, o qual se refere à restrição de visão proporcionada pelo arquétipo padronizado pela Wizards ao montar a lista do deck, sendo que, neste caso, não temos algo diferente. Originalmente, nossa querida safadinha vem com uma construção Mid-Control que abusa da sinergia com criaturas que voam e toma uma postura tempo, atacando e controlando durante a partida, porém, isso limita muito as opções, a partir do momento que enviesa a lista. Após muito pensar, venho, portanto, para propor uma montagem que tem esta mesma postura tempo, porém, com uma idéia que torne a pressão imposta pelos tokens algo significativo em um formato onde existem combos de turno 0 – a resposta encontrada foi simples: iremos desacelerar o jogo. *CONSTRUÇÃO DO DECK* Para o pessoal com mais experiência, só de bater o olho em Alela já é possível associá-la a uma build storm com combos clássicos do formato, ainda mais se levarmos em consideração que as cores Esper são possivelmente a melhor combinação para tal entre as tricolores. Porém, por ser um jogador de [card](Kykar, Wind's Fury) (o qual se assemelharia a uma construção como a citada), já adianto que as condições são totalmente diferentes, não podendo haver tais comparações. Logo depois que abandonamos um ponto onde tentamos usar muitas mágicas para uma maneira singular de vencer, podemos imaginar algumas formas diferentes de atingir o sucesso no mesão – precisaremos, para tal, de cartas que combinem uma baixa curva de mana e efeitos duradouros. Pensei, portanto, em uma idéia semelhante a um pillowfort (arquétipo que será explicado em um momento futuro, mas que, basicamente, consiste em apostar em várias permanentes com efeitos desencadeados que irão gerar valor quando agregadas), uma vez que reduziremos a velocidade e a potencial utilização de mágicas do jogo. Nosso objetivo aqui será obter efeitos passivos de compra de cartas, controle e dano para que, em conjunto com nossos Stax, seja possibilitada uma pressão que alterará o foco dos oponentes de vencer para não perder. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/war-war-of-the-spark/bolass-citadel-79.jpeg) Entendendo que não seremos necessariamente explosivos, podemos seguir para as condições de vitória. A entrada contínua de criaturas no campo abre o leque para a utilização de Cavaleiro Defunto e Altar da Linhagem (o qual é potencializado pela forte presença de gravehates na lista), sendo que estas condições não são afetadas por nossos orbes ou outros efeitos passíveis de gerar nonbos. Também buscando contornar a indisponibilidade de mana, efeitos como o de [card](Bolas's Citadel) podem auxiliar em uma progressão de jogo, assim como serem combinados a cartas como [card](Sensei's Divining Top) e [card](Aetherflux Reservoir) para uma vitória consistente, mesmo que em um estágio avançado da partida. Por fim, a mais inusitada entre nossas condições de vitória envolverá a sinergia entre [card](Intruder Alarm) e a criação de fadas no momento em que jogamos artefatos ou encantamentos; quando notamos que nossas peças de desaceleração de jogo não aumentam o custo de mágicas, mas apenas tornam sua conjuração mais trabalhosa a partir da mecânica de tap, abrimos a mente para usar cartas como [card](Retraction Helix) e [card](Banishing Knack) e iniciarmos um loop com a volta e o cast contínuo de um artefato de custo nulo (podendo envolver a geração de mana por este meio). [deck](15644) Para finalizar, gostaria que notassem o potencial individual de cada carta e como cada uma se comporta em conjunto com as outras de mesma função. A maior parte de nossas fontes de card advantage é derivada de efeitos que não gastam muita mana, sendo que eles permanecem na mesa para uma nova utilização. Nossos tutores complementam um efeito próximo ao toolbox, proporcionado pela colorpie que tem respostas consistentes para qualquer ameaça em potencial. *SUBSTITUIÇÃO DE CARTAS DE ALTO VALOR* Cada vez mais entramos nos casos onde as melhores cartas são as melhores cartas; infelizmente, existem cartas com um custo de mana tão eficiente se comparado com seu efeito que acabam por ter um valor alto. Porém, como nosso deck tem uma característica de atraso de jogo, algumas cartas como [card](Dark Confidant), [card](Force of Will), e as [card](Chrome Mox), [card](Mox Opal) e [card](Mox Amber) podem ser substituídas por outras peças de stax a fim de compensar o valor perdido na forma de hate para estratégias alheias. *POR ONDE COMEÇAR?* É contraditório, mas devemos iniciar essa construção por peças que valorizem nosso jogo em detrimento de cartas que atrapalham outros jogadores. Não há motivo para impedir a jogatina alheia se não conseguimos dar continuidade aos nossos planos, por isso, para iniciar, escolham uma wincon e desenvolvam cartas de compra e aceleração de mana para ganhar vantagem de jogo. *CONCLUSÃO* Após a análise dos argumentos, pode-se, pois, concluir que não necessariamente devemos ser influenciados por opções já estabelecidas ao montar nossas listas. Muitas vezes, um arquétipo consagrado para certo general é apenas o mais popular e não necessariamente o mais completo ou com maior potencial. Por hoje ficamos por aqui. Agradeço a todos que tem acompanhado essa série de artigos e peço que sempre deixem seu feedback para continuarmos melhorando. Até a próxima, meus queridos!

Compartilhe:

Nota

0

Profile Main Image

Thiago

Jogador de Magic desde Tarkir, sou apaixonado por interações e sinergias que quebram a curva do jogo. Para mim, o cEDH é o teste máximo para o jogador de Magic, tanto para deck build, quanto para gameplay. Para me acompanhar no YouTube, acessem meu canal.

Social Youtube Brands icon

User profile image