Profile Main Image

Thiago

O Commander com Food Chain - The First Sliver

Um comandante que possibilita uma construção quase nada restritiva

Olá, meus queridos! Tudo bem com vocês? Meu nome é Fogaça e estou aqui novamente para falar sobre Commander. Quando fizemos nossa análise sobre Eldraine, falei sobre [card](Chulane, Teller of Tales), e de suas possibilidades; [link](https://cardsrealm.com/artigos/o-commander-com-eldraine-01---chulane-teller-of-tales)(nesse mesmo artigo), citei que nosso druida poderia se enquadrar em uma estratégia de [card](Food Chain), porém não entrei em detalhes sobre este arquétipo específico. Hoje, portanto, teremos a tão esperada dissertação sobre Cadeia Alimentar, e, para isso, falaremos do seu comandante mais opressor: [card](The First Sliver). [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/mh1-modern-horizons-the-first-sliver-200.jpg) *CONCEPÇÕES INICIAIS* Sei que posso estar deixando um bom ponto passar, mas nessa análise iremos comentar apenas sobre [card](Food Chain) clássico, deixando, assim, [card](Prossh, Skyraider of Kher), para outro momento. O combo sobre o qual estamos falando aqui envolve exilar [card](Misthollow Griffin), [card](Eternal Scourge) ou [card](Squee, the Immortal), com o encantamento usado, para, então, conjurá-los novamente do exílio e possibilitar mana infinita – o general escolhido servirá para ser conjurado e exilado, de forma a sucessivamente aproveitar seu efeito de cascata. Podemos fazer uma retrospectiva para entender como este sliver passou a ser opressor e porque seus companheiros de arquétipo caíram em desuso. Começaremos, então, citando [card](General Tazri), um comandante de cinco cores com a habilidade de buscar um aliado quando entra no campo – seu efeito era suficiente quando existia apenas ele como opção (o fato de tutorar apenas aliados reduzia as opções de wincons para cartas como [card](Kalastria Healer) ou semelhantes, sendo algo restritivo). Com o advento de War of the Spark, tivemos uma solução para o problema de restrição de Tazri: [card](Niv-Mizzet Reborn) agora nos dava a opção de buscar cartas multicoloridas em vez de aliados, o que aumentava as possibilidades do comandante como recurso em si, mas ainda tornava a construção algo restritivo, ao passo em que deveríamos colocar muitas cartas de duas cores para preencher lacunas deixadas por staples monocoloridas. Ao lançar a coleção Modern Horizons, a Wizards solucionou os problemas dos jogadores de [card](Food Chain), criando um comandante que possibilitava uma construção quase nada restritiva, ao mesmo tempo em que era uma peça de recursão por si só. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/cartas/en/mmq-mercadian-masques-food-chain-246.jpg) *CONSTRUÇÃO DO DECK* Agora que sabemos do potencial do fractius escolhido, bem como conhecemos o combo usado, devemos nos questionar como sucessivas entradas no campo podem somar com a possibilidade de conjurar qualquer mágica de custo 4 ou menor sem pagar seu custo de mana. A solução dessa equação é pautada na utilização de efeitos como os de [card](Corpse Knight), [card](Purphoros, God of the Forge), [card](Goblin Bombardment) e [card](Impact Tremors), agregando valor com infinitos efeitos ETB de nossa máquina de cascata. Se soubermos como finalizar o jogo, precisaremos saber como conseguir as peças necessárias para tal. Esse arquétipo é peculiar a partir do ponto em que poderemos exilar peças de nosso combo sem remorso, sendo que estas podem ser conjuradas do exílio – isso também nos permite a vantagem de usar efeitos que exilam cartas de nosso grimório como tutores; [card](Manipulate Fate) se torna um tutor e um filtro para remover e dar acesso às criaturas que serão combinadas com [card](Food Chain), bem como os tutores proibidos ([card](Demonic Consultation) e [card](Tainted Pact)) tornam-se efeitos de 2 para 1 quando removem as peças de mana e nos garantem o acesso ao encantamento cobiçado. Um adicional da boa utilização dos tutores citados, somado com o potencial da habilidade de [card](The First Sliver), é a possibilidade de usar [card](Jace, Manipulador de Mistérios), como kill condition sem o menor pudor. [deck](10738) Todo o resto da construção é baseado em cartas de valor individual que podem agregar, tanto para velocidade, quanto para consistência em nosso combo, sendo que este acaba por ser um dos combos de mais resiliência do formato. *CONCLUSÃO* Assim, após a análise dos argumentos, pode-se, pois, concluir que os decks evoluem com o tempo. Mesmo que haja um comandante um tanto quanto restringindo atualmente, podemos botar fé no suporte que a WotC nos dá; o Commander é um dos principais produtos para o Magic – a empresa responsável pelo jogo olha com carinho para nós, jogadores do formato, e permite que gradualmente as deficiências do meta sejam corrigidas. Por hoje ficamos por aqui. Agradeço a todos que tem acompanhado essa série de artigos e peço que sempre deixem seu feedback para continuarmos melhorando. [link](https://www.youtube.com/channel/UCyqfJp8MNsmyE89F2ALRYrg)(Para nos acompanhar no YouTube, acessem o link do meu canal). Até a próxima, meus queridos!

Compartilhe:

Nota

0

Profile Main Image

Thiago

Jogador de Magic desde Tarkir, sou apaixonado por interações e sinergias que quebram a curva do jogo. Para mim, o cEDH é o teste máximo para o jogador de Magic, tanto para deck build, quanto para gameplay. Para me acompanhar no YouTube, acessem meu canal.

Social

User profile image
Profile Main Image

Diogo

Star City Games explica troca de Legacy por Pioneer no SCG Tour


Em artigo [link](http://www.starcitygames.com/magic/standard/39305_2020-SCG-Tour-Update.html)(no site da Star City Games), o presidente da empresa Pete Hoefling, anunciou que os eventos legacy no SCG Tour serão trocados por eventos Pioneer. [image](https://cdn.cardsrealm.com/images/uploads/1573252785.png) "A recente introdução da Wizards of the Coast de um novo formato não rotativo deixou claro que era hora de nossa série de torneios evoluir mais uma vez" - Informou Pete. "A partir de 2020, o formato Legacy não será mais utilizado como parte do SCG Tour® e, em vez disso, destacaremos o formato em eventos especiais selecionados, como uma ou ambas as convenções do SCG CON Magic: The Gathering.". O formato Pioneer será incorporado ao 2020 SCG Tour® de várias maneiras: Individual Opens; Team Constructed Opens (junto com Modern e Standard); Classics; Invitational Qualifiers; e Open Trials. Pioneer parece que será o caminho para a Star City Games de agora em diante no lugar do Legacy. Essa mudança chocou pessoas e devido a isso Ben Bleiweiss, SCG General Manager, resolveu ir ao Reddit para explicá-la e ser o mais transparente possível. <blockquote class="reddit-card" data-card-created="1573251354"><a href="https://www.reddit.com/r/magicTCG/comments/dt9ny0/additional_transparency_regarding_the_2020_scg/">Additional Transparency Regarding the 2020 SCG Tour Update</a> from <a href="http://www.reddit.com/r/magicTCG">r/magicTCG</a></blockquote> <script async src="//embed.redditmedia.com/widgets/platform.js" charset="UTF-8"></script> O texto começa dizendo que a Star City Games é uma empresa privada, por isso pode reconhecer o mercado secundário e não se preocupar em discutir preço de cartas, ao contrário da Wizards of the Coast. O número dos jogadores de legacy tem diminuído nesses últimos tempos e isso não é devido a um formato não saudável: "O fato é que para um formato, acessibilidade e custo são grandes fatores de impacto". Legacy tem estado cada vez mais caro devido à reserved list. A reserved list tem impedido o Legacy de crescer nos últimos anos. Foi mantido ativamente o Legacy mais porque queriam tentar apoiar o formato e menos porque era a melhor decisão de negócios da empresa (por exemplo, o Modern supera quase universalmente os eventos do Legacy no SCG Tour). Em seguida, o General Manager fala sobre o Pioneer "Com a introdução do Pioneer, sentimos que agora era finalmente a hora de deixar o Legacy como um formato principal da SCG tour. Pioneer é um formato que imediatamente atingiu a comunidade Magic, e tem muito espaço para crescimento. Embora eu pessoalmente me sinta mal que o Legacy está sendo cortado como um formato SCG Open ou SCG Team Open, é algo que (apenas por métricas de negócios) deveria ter acontecido há 2-3 anos." No final, Ben deixa um recado:" Se a Wizards of the Coast abolir a reserved list e começar a reimprimir cartas do Legacy para circulação em massa, reavaliaremos a integração do Legacy de volta ao SCG Tour. Pessoalmente, passei [link](http://www.starcitygames.com/magic/misc/18824_Insider_Trading_The_Cost_of_Cards_Mr_Bleiweiss_goes_to_Washington_Part_2_of_3.html)(uma década tentando abolir a reserved list) e a posição oficial da nossa empresa é, e tem sido, que preferimos ter essas cartas reimpressas para que mais pessoas possam jogar Magic do que ter cartas que segurem seu valor a um patamar tão alto que limite o número de jogadores."

Compartilhe: