O que Throne of Eldraine trouxe para o Pauper?

Há algumas cartas de Throne of Eldraine que podem ver jogo. Vamos analisar e discutir algumas delas.

Por Mauricio, 21/09/19

Com o recente sancionamento do Pauper pela Wizards, muitos jogadores do formato passaram a acompanhar ainda mais de perto as novas coleções, na expectativa de que algumas cartas poderiam se encaixar perfeitamente nos principais decks do metagame atual. Porém, como também já era de se esperar, o design das coleções é pensado com bastante antecedência e obviamente com foco no Standard, a galinha dos ovos de ouro do negócio Magic: the Gathering. Sendo assim, não parece haver nesse set nenhuma carta capaz de alavancar algum deck esquecido ou reforçar os principais decks do formato.

Ad

Mas não podemos ficar frustrados, por três motivos: primeiro, o sancionamento do formato é a melhor notícia em anos e ainda estamos vivendo o impacto disso, principalmente no IRL; segundo, Modern Horizons sacudiu o formato, gerando novos decks – com cartas discutíveis – e um novo metagame; e por último, que sim, há algumas cartas de Throne of Eldraine que podem ver jogo. Vamos analisar e discutir algumas delas.

BRANCO

Image content of the Website Estas me parecem ser as cartas brancas que podem ver jogo, principalmente no deck Monowhite Heroic ou em uma variação de UW Fadas.

Faerie Guidemother // Gift of the Fae

pode ajudar numa build de fadas que tenha

Seeker of the Way

ou

Ninja of the Deep Hours

, dando +2/+1 e Voar (no caso do Seeker daria +3/+2), retornando depois ao campo como uma fada que pode ajudar a fazer corpo para counterspell de

Spellstutter Sprite

ou mesmo bloquear.

Beloved Princess

pode também aparecer em um Heroic ou mesmo em um GW Auras. Não poder ser bloqueadas por criaturas grandes pode fazer com que muito dano passe junto com encantamentos como

Armadillo Cloak

e

Ethereal Armor

.

Silverflame Squire // On Alert

parece o menos promissor, já que a habilidade de Aventura ajudaria em um block surpresa no oponente (embora 2W seja caro para isso). De fato, não será tão fácil ver essa carta jogar, mas uma ou duas cópias podem surpreender.

Trapped in the Tower

pode pintar como um bom side contra criaturas pretas e verdes que possuem habilidades, como

Cuombajj Witches

,

Okiba-Gang Shinobi

,

Timberwatch Elf

e até mesmo

Ulamog Crusher

. Não é tão boa quanto

Journey to Nowhere

, mas pode ser uma opção barata.

Outflank

será uma ótima opção de side board em decks como Fractius, sendo a remoção branca que o deck precisava para lidar com algumas ameaças vindas de decks como Stompy ou mesmo um

Gurmag Angler

ou

Ulamog Crusher

.

VERDE

Image content of the Website Em relação ao verde, há opções para decks como Elfos, Stompy e talvez até Infect.

Fierce Witchstalker Ferino

também não é algo que muda a realidade dos decks verdes, representados no metagame atual principalmente por Elfos e Stompy. Porém, o fato de ter Atropelar e 4 de resistência pode atrapalhar estratégia de oponentes com criaturas de resistência 2 e 3 (padrão do Pauper). O deck de Elfos consegue colocar esta criatura em campo no Turno 3 e aí o oponente pode começar a sofrer com clock.

Insatiable Appetite

por si só parece ruim, mas pode fazer sentido em um combo com

Fell the Pheasant

para finalizar um jogo. Com 4 mana você pode dar 5 de dano na criatura alvo, sacrificar a ficha de comida e dar +5/+5 para sua criatura.

Rosethorn Acolyte

também parece ter algum espaço em decks de duas cores para filtrar mana, principalmente através da aventura. Talvez invoca-la como criatura nem será tão utilizado assim no Pauper, mas filtrar mana sempre pode trazer alguma surpresas.

Wildwood Tracker

cabe basicamente em um deck de elfos como uma opção para primeiro turno, já podendo dar block como 2/2. Poderia até ser uma opção no Stompy ao

Skarrgan Pit-Skulk

, mas como

Burning Tree Emissary

é uma humana, a estratégia vai pelo ralo.

Rosethorn Alberd

pode se encaixar em decks como UG Infect e talvez até mesmo ser testado no Stompy, embora haja entre 7 e 8 humanos nas listas tradicionais do deck. Porém, com apenas uma mana, um equipamento +2/+1 não deixa de ser uma boa opção.

Ad

AZUL

Image content of the Website O azul, já tido como a melhor cor do Pauper, ganhou mais algumas opções para reforçar decks monocoloridos e também alguns decks Tier do formato.

Witching Well

é um artefato azul que pode sim jogar em decks como Affinity ou mesmo versões de Jeskai que precisam de artefatos para invocar o

Glint Hawk

. Scry 2 é uma boa habilidade, e no late game pagar quatro manas para comprar duas cartas pode salvar alguns jogos.

Run Away Together

me parece ser a melhor carta do azul para o Pauper nessa coleção. É um versão melhorada de

Curfew

, pois você escolhe os alvos. Dá pra finalizar jogos, devolver um

Ulamog Crusher

invocado do cemitério, uma criatura grande verde ou branca e ainda ajudar em efeitos das suas criaturas que possuem ETB.

Merfolk Secretkeeper // Venture Deeper

estará presentes em decks Mill, já que com apenas duas manas você coloca um corpo 0/4 em campo e faz o oponente colocar 4 cartas do grimório no cemitério.

Mantle of Tides

é mais uma grata surpresa para reforçar criaturas, principais azuis. Com apenas uma mana é possível colocar o equipamento em um

Delver of Secrets

, deixando-o 4/4 e fugindo de remoções como

Lightning Bolt

. Já imaginou gastar 2 manas para ter uma criatura 4/4 Voar?

So Tiny

pode aparecer em listas Mono U com um leve toque de Control, uma vez que praticamente “anula” grandes criaturas que podem aparecer em decks como Stompy, Elfos e Reanimator. A habilidade de Lampejo é fundamental nesta carta e o grande diferencial.

VERMELHO

Image content of the Website

Weaselback Redcap

pode funcionar em decks de Goblin sendo mais uma opção de drop 1, podendo ser rampada em turnos onde você não tiver criaturas para descer, e também ser uma bucha para a

Granada Goblin

.

Merchant of the Vale // Haggle

pode entrar em algum deck combo que trabalha com cemitério ou que precise cavar alguma mágica.

Barge In

pode fazer um belo combo em deck de Goblins junto com Goblin Bushwhacker. Ou quem sabe podemos ter uma versão RG ou mesmo RGW de Fractius?

Crystal Slipper

pode ser uma saída para decks que dependem de uma ou duas criaturas, e que o Ímpeto pode fazer uma baita diferença.

Thrill of Possibility

já desponta como uma das melhores cartas da coleção e com certeza aparecerá em decks Pauper, uma vez que faz a mesma função da carta

Tormenting Voice

, porém possui a vantagem de ser uma mágica instantânea.

PRETO

Image content of the Website A cor que parece mais precisar de opções no Pauper, embora tenha um ótimo deck monocolorido, também ganhou opções que devem aparecer no MBC.

Lost Legion

com certeza aparecerá em MBC, como uma alternativa ao Phyrexian Rager. Claro que ele não dá draw, mas dá Scry 2, conta mais para a devoção ao preto, é 2/3 e não te dá 1 de dano. Se fará diferença de fato, só acompanhando os resultados em jogo. Mas é sim uma boa adição ao formato.

Forever Young

parece ser até agora a melhor carta Pauper desta edição. Poder devolver por exemplo 2 ou 3 Chittering Rats ou Cuombajj Witches e já comprar uma pode funcionar muito bem no MBC, além de está carta poder ser usada em várias combinações de cores como BW e UB.

Lash of Thorns

será uma ótima remoção quando o MBC enfrentar decks como Bogles e Stompy. Deve aparecer no sideboard em alguns testes iniciais.

Ad

Eye Collector

pode aparecer de surpresa em alguns decks ou em sideboards, uma vez que é uma criatura de 1 mana (difícil achar no preto), voadora (mais difícil ainda) e que gera descarte. Contra algumas matches como Elfos, pode atrapalhar muito o plano de jogo do oponente.

TERRENOS

Image content of the Website

Idyllic Grange

parece cair como uma luva no Monowhite Heroic e com certeza veremos 1 ou 2 cópias no deck. O fato de ainda poder entrar desvirada após o turno 3, pode ajudar a finalizar jogos já no turno 4.

Witch's Cottage

é mais uma oportunidade de voltar criaturas do cemitério para o grimório. Deve aparecer em MBC também.

Gingerbread Cabin

parece ter uma habilidade fraca em comparação com as outras cores, porém pode ser usada para o combo com Apetite Insaciável em decks Monogreen, gerando a ficha de comida que será sacrificada. Poderia aparecer em decks como Stompy e até mesmo UG Infect.

Mystic Sanctuary

é o melhor terreno desse ciclo, uma vez que pode funcionar muito bem interações que retornam terrenos para a mão, como

Deprive

, e efeitos de blink, como

Ghostly Flicker

.

ARTEFATOS INCOLORES

Image content of the Website

Crashing Drawbridge

talvez seja a única carta que talvez jogue em um deck como Fractius ou Goblins, embora haja opções melhores para a cor vermelha. A habilidade de Ímpeto é pouco usada no formato, pelo menos nos principais decks, e pode fazer uma enorme diferença em decks Aggro. E aí, o que vocês acham que vai ver jogo? Gostaram das adições ao Pauper?

Nota

0

opinião
Profile Main Image

Mauricio

Conheceu Magic em 2001 e entre idas e vindas, joga há quase 20 anos, sendo um entusiasta do formato Pauper. Mora e joga em Goiânia/GO.

Social Instagram Brands icon

User profile image
More comment
Tornando o Infect Modern mais tóxico e letal

Tornando o Infect Modern mais tóxico e letal

Budgetzando Arena - Snow Elves, o poder de um deck tribal!

Budgetzando Arena - Snow Elves, o poder de um deck tribal!

Kaldheim Draft: Evolução do formato

Kaldheim Draft: Evolução do formato

Mais artigos recentes

Mesmo autor

10 opções de até 30 tix para montar seu deck Pioneer no MOL

10 opções de até 30 tix para montar seu deck Pioneer no MOL

10 opções de deck Pioneer de até 10 tix competitivos e divertidos

10 opções de deck Pioneer de até 10 tix competitivos e divertidos

Como aumentar o Power Level e diversificar o Pauper? Parte 1

Como aumentar o Power Level e diversificar o Pauper? Parte 1

Mais do mesmo autor