Os comandantes de Ikoria: Lair of Behemoths - Parte 2

Mais uma análise sobre as criaturas lendárias, se elas se encaixam na zona de commander, nos 99 ou no fichário

Por João, 15/04/20

Este artigo pertence à série Os comandantes de Ikoria: Lair of Behemoths:

1. Os comandantes de Ikoria: Lair of Behemoths - Parte 1

2. Os comandantes de Ikoria: Lair of Behemoths - Parte 2

3. Core Set M21 e Lendas em tempos de Corona

Em meio a quarentena, os spoilers não pararam, nem a galera da Cards Realm e que temporada de cartas Ikoria trouxe para Commander, novas mecânicas, 2 produtos juntos (1 standard, outro eterno), o que nos traz a mais uma análise sobre as criaturas lendárias, se elas se encaixam na zona de commander, nos 99 ou no fichário. Após os monstros mutantes, vamos voltar a nossos humanos em mais um ciclo de cores inimigas. Lembrando que você pode encontrar a parte 1 dela aqui.

Ad

Image content of the Website

General Kudro of Drannith

é um lorde que serve como hate de cemitério, sacrifício que mata criaturas grandes do adversário e ainda vem com um bom corpo. Humanos sempre foram uma tribo interessante de se montar um deck ao redor (até porque todo set tem suporte de uma maneira ou outra), então o Kudro já tem um lugar nas 99 de vários decks, mas talvez não na zona de comando. Image content of the Website Ok, vamos começar pelo fato de que

Rielle, the Everwise

é quebrada. Pura e absolutamente uma das melhores criaturas para gerar valor a partir de magias e instantâneas. Juntando com cartas como

Goblin Lore

,

Burning Inquiry

,

Wheel of Fate

e qualquer carta que consiga esvaziar e encher a mão, Rielle vai simplesmente dobrar seus efeitos. Provavelmente um dos maiores geradores de valor para a combinação de cores dela em muito tempo. Certamente uma das lendárias mais fortes da coleção para commander. Não são muitas cartas que permitem comprar 6 cartas por uma mana. Image content of the Website Diminuindo a velocidade aqui temos

Chevill, Bane of Monsters

e ele é… uma carta de midrange tranquila. Tem uma boa resistência defensiva, um efeito que te gera valor por destruir criaturas inimigas. Se eu tenho um problema com ele é que você só compra as cartas se ele ainda estiver na mesa quando a criatura com o marcador for destruída. Ele é simpático e não uma ameaça por si só, o que é interessante, mas bem mais lento que as outras cartas daqui. Image content of the Website Agressividade é tudo pra Boros e

Winota, Joiner of Forces

consegue ajudar nesse projeto, gerando vantagem em seu deck. Mesmo com a “inconsistência” de criaturas não-humanas x criaturas humanas, isso é ignorado por simples números. Se 2/3 dos não humanos encontrarem um humano, já vale a pena. Na zona de comando é uma carta forte e que gera impacto no turno que entra. Image content of the Website E temos aqui a outra bomba pro formato,

Kinnan, Bonder Prodigy

, carta que vai pegar nossas pedras de manas, dorks e aceleradores ainda mais poderosos por míseros 2 de mana. A relação com Basalt Monolith sozinha já tornaria a carta interessante, mas quando aliado a sua combinação de cores que ama aceleradores de mana, ele se torna uma máquina de gerar vantagem. Image content of the Website

Yidaro, Wandering Monster

é ruim pra commander. Na zona de comando ele não faz nada, no deck só tem um desses, então ele perde a consistência. Pode ver seu jogo por ser uma compra que traz uma criatura no late game, mas em um formato de 1/99 é bem pior que um formato de 4/60. Image content of the Website

Kogla, the Titan Ape

que era pra ser claramente o King Kong não tem uma versão King Kong infelizmente… Sobre a carta em si, criatura verde grande quer cair na porrada e quando ataca resolve destruir algo da pessoa que atacou. O efeito de indestrutível é importante, mas ainda não é algo além do que já existem pra criaturas verdes que são decks de monstros.

Ad

Image content of the Website Temos aqui o Rei dos monstros, o próprio Godzilla.

Zilortha, Strength Incarnate

é um monstro gigante que ataca por cima do que está no seu caminho, com um efeito que é interessante, como um oposto de cartas como Doran, aumentando a resistência. Funcionando bem com cartas como

Force of Savagery

,

Kamahl, Pit Fighter

e

Combat Celebrant

. Simples, eficiente no que faz, mas o que ele faz não é completamente impactante.

Como o lançamento foi duplo, vamos analisar também os comandantes lançados em Commander 20. Começando pelo deck Arcane Maelstrom.

Image content of the Website Copiar magia é sempre um efeito muito forte, especialmente em um efeito passivo, mais ainda sem um custo de mana atrelado.

Kalamax, the Stormsire

não limita apenas a magias feitas em seu turno, mas com seu corpo forte e crescente, consegue manter combate com outros jogadores para alimentar seu efeito. Mesmo como 99 em um deck GUR de controle/Storm, Kalamax é barato o suficiente para se manter relevante. Image content of the Website Transformar valor dos oponentes em vantagem própria sempre foi uma habilidade forte. Desgosto do efeito de dar cartas para um oponente assim como para mim mesmo, mas abusar de criaturas pequenas/fichas é algo que Commander sempre foi preenchido. Temur sempre teve maneiras de gerar valor,

Xyris, the Writhing Storm

é só uma das piores maneiras da combinação. Image content of the Website Image content of the Website Cartas com Partner são difíceis de serem julgadas, principalmente quando o efeito de um é completamente dependente do segundo.

Pako, Arcane Retriever

é uma carta que gera bastante valor em uma mesa grande, tirando recursos dos oponentes enquanto gera valor pra si mesmo é sempre algo forte. Pako se torna potencialmente uma 7/7 em seu primeiro ataque. Gostaria que os dois efeitos fossem em uma só criatura, mas Pako é o primeiro na fila de frente, com

Haldan, Avid Arcanist

chegando como plano B. São comandantes interessantes, mas nada que deva quebrar o formato.

Veremos agora os decks de Symbiotic Swarm

Image content of the Website

Kathril, Aspect Warper

é um megazord. Essa é a melhor descrição para a carta que eu consigo imaginar. Junta um bando de carta no cemitério com efeitos diferentes, pega um amigo, bate nele com o Kathril e veja uma máquina gigantesca indo na direção dele. Simples, eficiente, forte. Image content of the Website

Tayam, Luminous Enigma

. Vigilância sempre foi uma habilidade forte, permitindo atacar sem um risco tão grande. O efeito de remoção de marcadores é forte, mas equilibrado o suficiente pro abuso nele não ser grosseiro. Interessante para brincar com criaturas com manutenção cumulativa e outros marcadores, mas também tem o potencial de combos infinitos com cartas como

Altar de Ashnod

. Image content of the Website Image content of the Website

Ad

Nikara, Lair Scavenger

e

Yannik, Scavenging Sentinel

se aproveitam do amor eterno de WBG por marcadores, efeitos de sacrifício e entrar em campo. Amo como o texto da Nikara está escrito esperto o suficiente para ser qualquer saída de campo, permitindo que ganhe vantagem mesmo em cima de efeitos que cartas similares não ganham, como Cyclonic Rift, Rest in Peace e Leyline of the Void, assim como na volta pra zona de comando de seu parceiro.

Vamos agora para o deck Timeless Wisdom

Image content of the Website Cycling é um ótimo efeito de filtro de deck a anos e cartas com efeitos quando são recicladas sempre foram equilibradas pelo fato de necessitar de um custo de mana alto, em compensação não podendo ser anuladas por cartas que anulam mágicas, como os Decretos.

Gavi, Nest Warden

é uma carta absurda pra combinação URW, mas ainda é uma ajuda a uma mecânica que nunca teve um comandante desse calibre associado (De certa forma como Kadena fez para Morph). Image content of the Website Jeskai nunca foi uma combinação feita para criar tokens e Akim não muda isso. Temos um efeito bem melhor em gerar presença de campo com Kykar, com a limitação de

Akim, the Soaring Wind

de ser só a primeira vez no turno sendo a pior parte. A interação com geradores de tesouro, entretanto, não deve ser subestimada.

Smothering Tithe

sempre foi uma carta forte pro formato e Akim está aqui para mostrar a força da carta. Image content of the Website Image content of the Website Sabe do que jogadores gostam? Comprar cartas e filtrar a mão.

Brallin, Skyshark Rider

e

Shabraz, the Skyshark

tiram proveito desses gostos muito bem, transformando o filtro comum de commander em presença de board (Com a Brallin também sendo usada como finisher em sequências de filtros com cartas como Anje Falkenrath). Acaba sendo minha dupla favorita do deck URW e um tubarão voador certamente faz parte desse gosto.

Vamos agora ao deck Enhanced Evolution.

Image content of the Website Mutate é uma mecânica que eu não gosto para commander e

Otrimi, the Ever-Playful

parece fixado nela. O maior problema é que muitas vezes você consegue o mesmo efeito sem a restrição de precisar de outra criatura na mesa e o mesmo custo de mana. Otrimi não é muito diferente nesse aspecto, por 4 manas você consegue bem mais que um efeito que só é ativado quando causa dano de combate e que volta pra mão uma carta de um grupo bem específico. Image content of the Website Eu meio que odeio comandantes que já vem com um combo infinito com uma só outra carta, especialmente quando vem em uma combinação de cores que ajuda na busca por essas outras peças de combo.

Zaxara, the Exemplary

é um comandante perigoso para diversas estratégias, em um turno te acelerando de 4 manas para 6/7 em um ótimo corpo defensivo. Image content of the Website Image content of the Website

Cazur, Ruthless Stalker

e

Ukkima, Stalking Shadow

são exatamente o tipo de partner que funciona bem sozinho (especialmente o Cazur), mas juntos se tornam uma dupla poderosa. Ukkima é basicamente um Voltron com o seu dono servindo como amplificador de board. É uma ideia agressiva em BUG que não são muitos comandantes que fazem sem ir para o combo. Juntando com as diversas maneiras de proliferar e proteger dessa combinação de cores e Ukkima rapidamente se torna uma ameaça na mesa.

Ad

Vamos agora ao deck Ruthless Regiment

Image content of the Website Eu dou graças a deus por

Jirina Kudro

não ter verde, já temos combos demais com food chain. Jirina ainda é uma carta que auxilia tribais de humanos de sua própria maneira, gerando presença de campo. Efeito simples e eficiente, mas facilmente abusável pelas cores. Image content of the Website

Kelsien, the Plague

é interessante, puxando de volta uma mecânica de Commander 2015, o problema nesse caso está nas cores e no que pode ser colocado no lugar. O lado bom é que o crescimento dele é constante, independente de quantas vezes ele morre, os marcadores estão no jogador e não na carta, mas 1 de dano não é algo absurdo pro formato (apesar de ser ótimo em matar dorks de mana). Acharia interessante fazer um deck dele, brincando com Deathtouch e efeitos de desvirar. Image content of the Website Image content of the Website Presença de campo lenta e não muito efetiva, Silvar consegue usar da capacidade das cores de encher o campo com humanos,

Trynn, Champion of Freedom

sendo mais um acessório do

Silvar, Devourer of the Free

que uma carta efetiva em si mesma. Eles são mais pesado do que seria interessante para um efeito agressivo desses, mas a proteção e evasão do Silvar tornam ele uma criatura que pode rapidamente se tornar perigoso. Com isso terminamos essa temporada de cartas novas, coisas que vão ser esquecidas em duas semanas, cartas que vão mudar o formato e cartas que foram banidas antes mesmo do formato começar.

O que acharam das duas coleções? Excitados para as novas brincadeiras? Vão esperar a quarentena acabar para comprarem as cartas ou vão pedir elas já?

Próximo artigo nesta série Arrow right Solid icon

Nota

0

edh cedh commander
User profile image
More comment
Magos cientistas de Tolaria afirmam: O tempo não para

Magos cientistas de Tolaria afirmam: O tempo não para

O metagame do Standard de Kaldheim

O metagame do Standard de Kaldheim

Circuito de torneios Royale passa a ser parte da Cards Realm

Circuito de torneios Royale passa a ser parte da Cards Realm

Mais artigos recentes

Mesmo autor

Core Set M21 e Lendas em tempos de Corona

Core Set M21 e Lendas em tempos de Corona

Os comandantes de Ikoria: Lair of Behemoths - Parte 2

Os comandantes de Ikoria: Lair of Behemoths - Parte 2

Os comandantes de Ikoria: Lair of Behemoths - Parte 1

Os comandantes de Ikoria: Lair of Behemoths - Parte 1

Mais do mesmo autor