Toolbox no commander: Yisan, the Wanderer Bard

Magic: the Gathering

Multiplayer

Toolbox no commander: Yisan, the Wanderer Bard

Hoje abordaremos uma estratégia que tem seu lugar no coração dos jogadores: os decks toolbox; para tal, o comandante escolhido foi Yisan, o Bardo Andarilho.

Por Thiago, 08/06/19

Olá, meus queridos! Tudo bem com vocês? Meu nome é Fogaça e estou aqui novamente para falar sobre Commander. Após os artigos anteriores, continuaremos falando sobre cEDH de uma maneira mais acessível. Hoje abordaremos uma estratégia que tem seu lugar no coração dos jogadores: os decks toolbox; para tal, o comandante escolhido foi Yisan, o Bardo Andarilho.

CONCEPÇÕES INICIAIS

Iniciaremos com o conceito de toolbox. Vindo do inglês para “caixa de ferramentas”, um deck com essa característica responde às ameaças conforme o jogo se desenrola, ao mesmo tempo em que segue seu próprio plano; além disso, é comum encontrar uma carta específica para combater cada arquétipo que vier pela frente, permitindo que sempre haja um modo para atrasar ou até mesmo anular os adversários. Cientes disso, consideramos o fato de que, com os artigos prévios, pudemos compreender a importância do stax no Commander, sendo que, combinado às respostas corretas, estas peças tornam o jogo quase impossível para os oponentes.

Ad

A lista de hoje terá o valor máximo de R$ 200,00 para suas cartas, mas, não se enganem, esta é muito próxima do considerado ideal para o cEDH, uma vez que, levando em conta a cor e a estratégia do Bardo Andarilho, não serão necessárias staples de valores absurdos.

CONSTRUÇÃO DO DECK

Para entendermos a construção, devemos analisar as habilidades de nosso general. Suas características envolvem tanto criar um plano de combo, propiciando uma “escada” entre os drops possíveis, quanto obter respostas para a mesa e as situações de jogo. Vamos considerar, inicialmente, que nosso jogo será baseado em um combo, assim, desenvolvendo nossas criaturas para tal. Deveremos ter em mente que os oponentes não poderão nos atrasar, ou seja, teremos as opções de acelerar a entrada de Yisan (assim usando de ramps diversos) ou travarmos a mesa para evitar respostas de outros jogadores (para isso, peças de stax atuarão – considerem o fato de que não conjuraremos nossas cartas, mas sim as colocaremos em campo). Após uma entrada rápida e consistente, nossa missão será desvirar o Bardo para usar sua habilidade repetidamente, além de proporcionar mana o suficiente para isso; uma sequência comum será

Patrulheiro Quirion

,

Sacerdote de Titânia

,

Arqueodruida Elfo

,

Dente-de-Sabre Temur

,

Musa Nascida da Semente

e

Uivador da Floresta

(tutorando Perscrutador da Fenda do Céu), a qual permitirá um loop com Quirion, Titânia e Temur, gerando mana infinita. Outra opção é utilizar

Great Oak Guardian

na curva seis, seguido por

Força Magnificente

e

Behemoth Craterópode

, levando à finalização do jogo. A utilização de

Manto Umbral

também poderá nos levar à mana ilimitada, a qual usaremos para os efeitos de

Ezuri, Líder Renegado

, ou

Cajado da Dominação

.
Alguns tutores foram adicionados para maximizar o efeito do ladino, assim como as outras opções que temos para o desenvolvimento da match, sendo hates diversos, geradores de mana, remoções ou até efeitos de proteção.
Loading icon
O baixo número de terrenos é algo notável, mas, as acelerações, juntas ao fato de não conjurarmos a maioria de nossas mágicas, justificam a quantia diminuta.

SUBSTITUIÇÃO DE CARTAS DE ALTO VALOR

As listas mais competitivas deste comandante utilizam

Berço de Géia

– carta que agrega um grande valor na mesa –, mas optamos por retirá-la graças ao seu valor monetário altíssimo. Terrenos como

Caverna das Almas

aumentam a chance de um jogo bem-sucedido, considerando o fato que o azul é a cor dominante do EDH, mas, assim como as Fetch Lands ou

Mox de Cromo

, há a possibilidade de substituição por uma carta de efeito semelhante.

CONCLUSÃO

Com posse de todas essas informações, a conclusão é: um deck pode ser responsivo, consistente e ter um valor acessível sem perder sua competitividade, mesmo com cores não tão dominantes no formato. Por hoje ficamos por aqui. Agradeço o interesse que meus artigos têm tido. Espero que, cada vez que explorarmos o formato das cem cartas, eu possa ajudá-los a melhorar sua construção. Até a próxima, meus queridos!

Nota

0

deck tech cedh
Profile Main Image

Thiago

Jogador de Magic desde Tarkir, sou apaixonado por interações e sinergias que quebram a curva do jogo. Para mim, o cEDH é o teste máximo para o jogador de Magic, tanto para deck build, quanto para gameplay. Para me acompanhar no YouTube, acessem meu canal.

Social Youtube Brands icon

User profile image
More comment
As melhores cartas de Strixhaven para o Modern!

As melhores cartas de Strixhaven para o Modern!

[Rumor] O serviço de assinatura de Secret Lair

[Rumor] O serviço de assinatura de Secret Lair

Decklist da Semana: Goblins Class Pauper

Decklist da Semana: Goblins Class Pauper

Mais artigos recentes

Mesmo autor

Os Arquétipos do cEDH #11 - Mana Infinita, e Agora?

Os Arquétipos do cEDH #11 - Mana Infinita, e Agora?

Os Arquétipos do cEDH #10 - Curiosity

Os Arquétipos do cEDH #10 - Curiosity

Os Arquétipos do cEDH #09 - Birthing Pod Lines

Os Arquétipos do cEDH #09 - Birthing Pod Lines

Mais do mesmo autor