Profile Main Image

Ricardo

Sistema de trocas do MOL e introdução à monetizção

O atual comércio do Magic On line é basicamente 100% operados por bots e as trocas entre jogadores que antes eram muito populares estão cada vez mais escassas

Este artigo pertence à série Introdução ao jogo Magic Online (MOL):

1. Iniciando no Magic On-Line (Mol): Como conseguir cartas

2. Sistema de trocas do MOL e introdução à monetizção

Fala galera, depois do [link](https://mtg.cardsrealm.com/artigos/iniciando-no-magic-on-line-mol:-como-conseguir-cartas)(artigo introduzindo os jogadores ao Programa MTG Online), também conhecido pelas siglas "MOL" ou "MTGO" vamos agora falar um pouco sobre o sistema de trocas e como o sistema não é muito difícil, pelo contrário, é bastante intuitivo e as únicas complicações iniciais são entender o comportamento dos bots de compra/venda e separar o que você quer vender do que quer manter na coleção. Primeiramente preciso explicar que o atual comércio do Magic On line é basicamente 100% operados por bots e as trocas entre jogadores que antes eram muito populares estão cada vez mais escassas. Atualmente a compra/venda de tix e empréstimo de cards entre seus amigos serão praticamente todas as trocas que você efetuará com humanos ao invés dos bots. Isso se deve ao fato de os cards terem valores decimais de Tix, exemplo: Ao vender/comprar um card avaliado em 1,50 Tix só seria possível transferir ou 1 ou 2 tix para o outro usuário, deixando assim um prejuízo de 0,5 Tix para um dos lados. Os bots driblam esse pequeno problema com o sistema de crédito, exemplo: ao vender um card com valor de 1,50 para um bot ele lhe dará 1 Tix e salvará 0,50 de crédito para compras/vendas futuras. Ao comprar um card de 1,50 de um bot ele pegará 2 de seus Tix e salvará 0,5 de créditos para compras/vendas futuras. Os bots operam independentes um do outro e o crédito em um dos bots somente poderão ser usados no mesmo bot. Algumas organizações possuem muitos bots, como o goat bots, cardhoarder, fastbot, entre outros, esses compartilham os créditos entre todos os seus bots. Exemplo: se você tiver crédito com qualquer bot da cardhoarder ele será compartilhado como todos os outros bots que percetecerem a cardhoarder. Antes de pensar em fazer uma troca, vamos organizar o que desejamos ou não ao fazer trocas? Ter uma pasta chamada "venda" ou algo desse tipo e colocar somente as cartas indesejadas nela até protegerá de um bot selecionar uma carta ou produto seu que você não deseja vender. Para criar uma nova pasta de cartas e produtos você primeiro abre a aba "COLLECTION", depois vai no seu canto inferior esquerdo, terão dois ícones como pode se ver no exemplo. O primeiro ícone é para criação de Decks e a Segunda, a que desejamos, cria uma nova pasta organizadora. Basta selecionar as cartas indesejadas e arrastar para baixo, o mesmo funciona para adicionar Tix, Baus, Avatares e outros itens trocáveis. Para achar esses outros produtos basta ir em "Other Produts" bem ao lado de "Cards" no topo do lado esquerdo da página. Clicar com o botão direito no produto desejado abrirá novas opções como "adicionar todas as cópias a pasta atual". [image](https://static.cardsrealm.com/images/uploads/1587523221.jpeg) Vamos agora ao básico de uma troca entre usuários. *1º passo: Adicionar como parceiro ou "Buddy"* Basta clicar no seu canto direito em "Add Buddy" e colocar exatamente o nickname ou "screen name" de quem você fará a troca e esse usuário estará na sua lista de usuários conhecidos (essa ação não depende da aceitação do outro usuário) *2º passo: Propor a troca* [image](https://static.cardsrealm.com/images/uploads/1587523223.jpeg) Clicar com o botão direito em cima do usuário desejado abrirá uma caixa de mensagem com algumas opções, você vai na opção "Trade", abrirá uma caixa de mensagem pedindo que você selecione o ficheiro desejado para troca. Basicamente você com isso já sabe tudo que precisa do sistemas de trocas do MOL e vamos a parte funcional de como ganhar dinheiro jogando no magic on line, vou fazer uma introdução breve de como funciona o sistema de ligas e no próximo artigo detalharei e destrincharei estratégias para como se comportar nos passos inciais e os próximos passos. Como avisos gerais, aconselho a você que não tem prática em jogar no Magic OnLine que jogue bastante no modo de treinamento o "Tournament Practice" que é um modo gratuito de jogar qualquer formato quantas vezes você desejar. O nível de jogo nessas partidas não serão altos mas serão um treino válido para você se acostumar com as funcionabilidades do programa e evitar missclicks e erros de uso, garanto que não há nada mais revoltante do que perder um jogo de liga por errar um click! É uma boa ideia também manter o foco em um formato, conhecendo assim os confrontos melhor e sabendo como se portar em cada um deles, assim como o que esperar das ações do seu oponente, esse tipo de coisa somente um amplo conhecimento do field e muitas horas de jogo em um formato te trarão. Após essa ideias vamos a parte prática, o que é um liga? quanto custa? como consigo ganhar tix jogando ligas? o que são playpoints e como ganho? Pra que servem os MOCS QPoints? As respostas estão aqui! Quando você entra numa liga que custa dez Tix ou 100 Play Points você disputa 5 partidas contra jogadores que estiverem ativos naquele momento. Os resultados possíveis são do melhor pro pior 5-0, 4-1, 3-2, 2-3 e x-4 (ao perder a quarta partida não há premiação possível, a quinta partida só vale ser jogada a título de adquirir experiência), listarei abaixo as premiações que cada resultado lhe dá e o valor de cada item *5-0* 11 Treasure Chests (em média 2,10 tix cada, 23,1 tix total) 150 Play Points (15 tix) 5 MOCS Qualifeir Points (Pontos para jogar um qualificatório de Pro-Tour) 1 Troféu (Sem valor) *4-1* 5 Treasure Chests (em média 2,10 tix cada, 10,5 tix total) 120 Play Points (12 tix) 2 MOCS Qualifeir Points (Pontos para jogar um qualificatório de Pro-Tour) *3-2* 1 Treasure Chests (em média 2,10 tix) 100 Play Points (10 tix) 1 MOCS Qualifeir Point(Ponto para jogar um qualificatório de Pro-Tour) *2-3* 50 Play Points (5 tix) *1-4 e 0-5* Sem premiação O que fazer com os Play Points e MOCS Qualifeier Points ? Os Play Points te servem para entrar em ligas e outros eventos que falaremos no próximo artigo. As ligas custam 10 tix ou 100 Play Points para serem jogadas, portanto cada playpoint tem valor estimado em 0,10 tix. Os Play Points não são comerciáveis, você não pode troca-los. Então é um item com valor hipotético que serve para você participar de ligas sem pagar com tix. Os MOCS Qualifier Points igualmente não são comerciáveis, porém não servem para você jogar ligas, você precisa juntar 40 deles para jogar um Super Qualifier (Valendo vaga para o pro tour, baus e playpoints como premiação) Então esse é o ciclo básico que te fará ganhar tix jogando no MOL: Liga > Vender premiação para bots > Liga. A única "exigência" para que você ganhe tix dessa maneira é ter uma porcentagem de vitória superior a 55% para pequenos ganhos e 65% para começar a ver um retorno considerável. E no próximo artigo vamos destrinchar melhor o atual sistema de ligas, preliminary, Super Qualifier e Last Chance!

Compartilhe:

Nota

0

Profile Main Image

Ricardo

Fundador Do Lendas Do Magic, Empresário, Gamer, Jogador casual de magic há 14 anos.

Social

User profile image
Profile Main Image

Canal InvoKando

As tribos do bloco de Odisséia e Investida


Olá, meu nome é Marcos do canal InvoKando e a partir de agora eu vou te contar a lore do Magic: The Gathering através de artigos aqui na Cards Realm. Eu comecei a jogar Magic no final do bloco de Odisseia e no início de Investida, Otaria é meu continente preferido, tanto pelas suas lendas, tipos de criaturas e pela a história que tem influencias em grandes clássicos da fantasia no geral. A lore gira em torno do Mirari, o artefato criado pelo planeswalker Karn, eu vou contar mais dessa história no futuro. Hoje eu vou te apresentar as tribos e raças de continente. O continente de Otaria não participou de nenhuma história até depois da invasão dos Phyrexianos em Dominaria, uma das histórias que também posso contar aqui no futuro. Otaria havia sobrevivido à guerra praticamente intacto e foi uma das primeiras áreas a se recuperar da destruição que devastou dominaria. Por isso, muitos dos sobreviventes de outras regiões do plano buscaram refúgio no continente. Pelo menos quatro tribos de humanos viviam em Otaria, vamos conhece-las: [image](https://static.cardsrealm.com/images/cartas/en/ons-onslaught-daru-healer-19.jpg?8388) Os Nômades das planícies de Daru, que se estende pela borda sul do continente. E muitas dessas tribos nômades formam A Ordem, um grupo militar e religioso alinhado ao branco e é uma força importante em todo o continente. Embora sejam andarilhos, os Daru construíram uma fortaleza nas planícies, como um centro de poder onde reside o mais alto oficial da Ordem. Seus clérigos vestem roupas e 'armaduras' da grama alta das planícies, roupas semelhantes a palha seca. [image](https://static.cardsrealm.com/images/cartas/en/jud-judgment-barbarian-bully-79.jpg?7720) Nas montanhas Pardicas viviam os Bárbaros, que dominaram a área até os eventos de Espiral temporal, eles foram praticamente extintos das montanhas Pardicas depois da vinda de deusa Karona. As principais lendas da história do continente foram Jeska e Kamhal, mas vamos fazer um artigo só para elas no futuro. [image](https://static.cardsrealm.com/images/cartas/en/tor-torment-krosan-restorer-130.jpg?4188) Continuando com os Humanos, temos os druídas da floresta de Krosa, assim como em outros lugares, os druidas são mestres da magia alimentados pela fé, geralmente apoiados com grande habilidade de combate. Eles são "sacerdotes da natureza" e principalmente alinhados ao verde, estão fortemente ligados a plantas, animais, fertilidade e a terra ao seu redor. [image](https://static.cardsrealm.com/images/cartas/en/ons-onslaught-cabal-archon-129.jpg?4670) E o último grupo de humanos são os sombrios clérigos da Cabala, uma organização influente alinhada ao preto, se focava no comércio, manipulando a ganância e o medo de seus clientes para ganho financeiro, acumulação de influência e poder. A Cabala realizou uma variedade de funções em Otaria, sendo as mais famosas e lucrativa suas batalhas nos poços, exibindo magos em batalhas mortais, as quais os otarianos podiam assistir e apostar. Depois as batalhas no coliseu se tornaram o maior meio de entretenimento do continente. Esses são os humanos, agora vamos conhecer as outras raças que se espalhavam pelo continente. [image](https://static.cardsrealm.com/images/cartas/en/ody-odyssey-dwarven-recruiter-186.jpg?5445) Os anões viviam nas montanhas Pardicas, compartilhando o território com as tribos bárbaras humanas. Os anões dessas cordilheiras eram mineiros, ferreiros e guerreiros formidáveis, inclinados a personalidades explosivas e apaixonadas. Eles adoram uma boa batalha, favorecendo táticas de enxame suplementadas por magia de fogo e destruição de recursos inimigos. Não se sabe se os anões pardicos sobreviveram à vinda de Karona e à calamidade que se seguiu. [image](https://static.cardsrealm.com/images/cartas/en/scg-scourge-goblin-warchief-97.jpg?2293) Os goblins habitam o cume de Skirk, no sul das montanhas Pardicas e por isso todos são chamados de Skirk. Eles são apaixonados pelo fogo e explosões, muitas vezes causando prejuízos a si mesmos. Eles são ainda mais imprudentes do que a maioria dos outros goblins. Os Skirk construíram suas casas em redes elaboradas de túneis ao lado de penhascos, construindo pontes de cordas precárias para navegar em seu ambiente. Após a invasão phyrexiana, eles receberam muitos refugiados goblins de outros lugares de Dominaria em busca de um novo lar. Goblins otarianos tendem a ser mais curtos e andam curvados, com nariz comprido e bulboso e orelhas em forma de morcego. Devido à influência do Mirari muitos Skirk sofreram mutações, tornando-se ainda mais ferozes e destrutivos. Goblins mutantes, seus dentes se tornaram grandes presas e garras ósseas. Muitos se tornaram gigantescos e instáveis, enquanto outros desenvolveram poderes inatos de magia destrutiva. Nas montanhas também viviam os minotauros, mas todos estes vieram de outros continentes procurando a refúgio depois da invasão phyrexiana, assim como os elfos que fizeram da floresta de Wirewood sua nova casa. [image](https://static.cardsrealm.com/images/cartas/en/lgn-legions-wirewood-channeler-144.jpg?8727) Os elfos viviam em um estado de simbiose com os animais e insetos nativos da floresta. Quando o Mirari começou a espalhar suas ondas de mana pelo continente muitos elfos sofreram mutações, a maioria se tornou criaturas finas com feições semelhantes a plantas, com a pele totalmente verde, enquanto outras se tornaram brutamontes com a pele parecida com casca de árvore. Não se sabe se todos os elfos de Wirewood foram mutados ou se as mutações continuaram depois de todos esses anos. [image](https://static.cardsrealm.com/images/cartas/en/dom-dominaria-krosan-druid-167.jpg?529) Os centauros vivem na floresta de Krosa e em toda Dominaria, você vai encontrar a maioria dos seus centauros em Otaria. Os centauros Krosanos são poderosos guerreiros e druidas contemplativos que vivem em harmonia com os humanos e os nantukos que logo vou falar deles. Essas criaturas tem corpos musculares superiores e suas partes inferiores são do porte ​​cavalos de guerra. Muitos centauros da Otaria usavam os cabelos de uma maneira que lhes dava uma aparência leonina e uma segunda raça de centauros eram leves e os corpos inferiores de antílopes. Eles eram mais pacíficos que os centauros equinos, mas viviam em harmonia com eles. [image](https://static.cardsrealm.com/images/cartas/en/ons-onslaught-aven-brigadier-7.jpg?1423) Os avianos costumavam viver em Otaria. Ultimamente, muitos deles migraram para Benalia. De acordo com os mitos Otarianos, os avianos foram criados quando as águias imploraram a Ancestral para torná-las humanas e deusa concedeu esse desejo. Por outro lado, alguns acreditam que os avianos eram refugiados de outro plano que se estabeleceu em Dominaria, enquanto outros afirmam que evoluíram naturalmente a partir de pássaros como o Falcão da Cauda Solar. Eram como águias humanoides, altas, fortes, possuindo braços, pernas e asas poderosas capazes de voar. Embora a maioria dessas criaturas se assemelhem a águias, algumas têm aparência de coruja, estas parecem se focar mais na magia do que no uso de lâminas. A maioria delas viviam ao longo da costa norte de Otaria ao redor da Baía de Balshan como pescadores, mas muitos também são encontrados no interior das planícies de Daru e em outras regiões controladas pela Ordem. São criaturas militantes que compõem uma parcela significativa dos membros da Ordem. Muitos avianos são guerreiros, magos ou ambos. [image](https://static.cardsrealm.com/images/cartas/en/ons-onslaught-aven-fateshaper-69.jpg?3216) À medida que a magia do Mirari se espalhava por Otaria, alterando seus habitantes, muitos avianos do tipo águia se tornaram mais altos e mais musculosos, com garras longas e parecidas com lâminas, regredindo em enormes raptores sencientes. Por outro lado, as aves mutantes do tipo coruja, também cresceram em tamanho, mas mantiveram o uso independente de seus braços, as habilidades mágicas também foram aprimoradas pelas emanações dos Mirari. Elen, são humanoides aviários enormes, sem asas e sem penas, com pele cinzenta, pernas de osso quase sólido e inteligência limitada, os Elen têm de um a três metros de altura. São criaturas lentas que servem como executores e infantaria da Ordem em Otaria e no grupo de raças aviarias temos também os Raypen são pequenos pássaros frágeis, de um metro e meio de altura, com asas vestigiais, cujas penas mágicas ainda lhes permitem voar e pernas finas e de aparência murcha. Eles servem como batedores e apoio mágico para o exército da Ordem. O continente também tinha uma variedade de vida selvagem incrivelmente diversa (e perigosa). Bestas, vormes, elementais de fogo, anurids (que é uma espécie de sapo-besta) grifos, lhurgoyfs , orggs, atogs, também surgiram monstros de experiencias ou magias sombria como zumbis, vampiros, espectros e pesadelos que eram comuns graças à Cabala. Mais tarde na história de Otaria, os fractius foram despertados no continente graças ao Projeto Riptide. Além dessas criaturas monstruosas, animais normais (esquilos, ursos, cavalos) também eram comuns e mesmo eles se tornaram monstros mutantes graças a influência do Mirari. Existiam raças também muito marcantes nesse continente, mais até do que os centauros. [image](https://static.cardsrealm.com/images/cartas/en/ody-odyssey-nantuko-mentor-255.jpg?8777) Os Nantuko, uma raça sapiente de insetos do tamanho de homens, a maioria era monges benevolentes que viveram uma vida de forte respeito pela natureza e proteção a floresta Krosana, são uma raça de criaturas sábias e parecidas com louva-a-deus. O destino atual da raça Nantuko é desconhecido, pois Krosa foi praticamente destruída após o flagelo causado por Karona, pelo Mirari e pelas distorções temporais. [image](https://static.cardsrealm.com/images/cartas/en/ima-iconic-masters-cephalid-broker-44.jpg?1835) O Império Mer era uma força dominante nas profundezas dos oceanos, antes dominados pelos tritões, eles perderam grande parte de seu império para os cefálidas que em um golpe de inteligente tomaram o controle, agora os tritões servem a eles. Os cefálidas têm um sistema monárquico de governo, ou seja, inclui um imperador e uma forte hierarquia aristocrática. Em geral, são criaturas gananciosas que não querem nada além de poder e controle, eles tendem a ser extremamente astutos e manipuladores, muitas vezes conspirando pelas costas em um esforço para subir a escada social, como resultado, aqueles de alto escalão tendem a ser extremamente paranoicos ou a serem vítimas de assassinos. Os cefálidas não gostam da maioria das outras raças, com ódio particular sendo reservado aos respiradores de ar, incluindo moradores da superfície e mamíferos marinhos, como baleias e focas. E por enquanto é isso, essas são as criaturas e tribos de otaria. Na próxima vez, vou te falar sobre todas as lendas desse lugar. Claro, que isso depende do seu feedback, compartilhe com seus amigos e grupos e se puder comente o que achou, espero voltar em breve para contar mais histórias desse jogo que tanto amamos. Então muito obrigado por ler até aqui e até a próxima.

Compartilhe:

Profile Main Image

Canal InvoKando

Meu nome é Marcos, apaixonado pela lore do Magic: The Gathering. Editor e criador de Conteúdo no canal InvoKando.

Social