Magic: the Gathering

Review

Standard: Review de Dominaria United

, editado , Comment regular icon0 comments

Dominaria United vem trazendo muitas novidades e derrubando coleções antigas do formato, com isso todo o metagame é afetado. Vem comigo analisar a nova coleção e seus efeitos no Standard!

Writer image

revisado por Tabata Marques

Edit Article

Dominaria United e o Standard

A melhor época para começar no Magic

Está chegando Dominaria Unitedlink outside website, e com ela o novo Standard, também conhecido como a melhor época do ano para começar a jogar Magic!

Com menos coleções para dominar e todo um novo metagame para explorar, fica mais fácil para trazer novos jogadores e jogadoras para o hobby, então te dou as boas-vindas se você é novo ou nova por aqui, e espero que esse artigo ajude seu ingresso no jogo de alguma forma.

Ad

Sinta-se à vontade para comentar no artigo com suas dúvidas e sugestões, isso nos ajuda a trazer conteúdos mais relevantes para vocês leitores e leitoras. Agora sem mais delongas, vamos à análise da coleção.

A coleção

Essa coleção chegou já demonstrando alguns arquétipos possíveis, e velhos conhecidos dos jogadores e jogadoras mais experientes, como os sempre presentes Mono-Green e Mono-Red, mas também arquétipos que não víamos há algum tempo, como Izzet Delver.

Esses primeiros experimentos mono-color são mais comuns, pois perdemos a base de mana de Zendikar, Kaldheim e até mesmo de Strixhaven, mas naturalmente vamos ganhando mais decks de duas ou mais cores conforme novas coleções acrescentam novos terrenos ao formato.

Ainda assim podemos esperar ver decks em cores aliadas, principalmente nos decks mais lentos, como Control e Midrange, pois ainda teremos acesso à base de mana de Streets of New Capenna, com os triomas, com 3 cores, mas que entram em campo virados.

Ao analisar os cards por cor, comentarei sobre em quais decks, ou arquétipos, eles poderão ver jogo, sejam em decks que sobreviveram a rotação ou novidades no formato. Vamos lá.

Branco

Loading icon

Temos aqui o novo Elite Spellbinder, e como o nosso PV está se despedindo do formato com a saída de Strixhaven, esse card entra como uma luva no Mono-White Aggro, e provavelmente pode agregar também a decks Mid e Control.

Ainda que não tenha a evasão do Spellbinder, esse card pode ser promissor no quesito controle, pois permite que nomeemos qualquer card para aumentar o custo ou ativação deles, tornando um pouco mais versátil quando o assunto é atrasar o jogo dos oponentes.

Loading icon

Boros Aggro é um deck que sobreviverá a rotação, e aqui pode estar uma peça interessante para o seu sideboard.

Por ter evasão e ter opção de dar dano direto com o Reforçar, esse card pode ser tanto um finisher por si só, ou ainda abrir o caminho nas defesas inimigas, possibilitando nossas tropas passarem com mais facilidade. Também o vejo jogando em decks Control, como um futuro Mardu-Control, ou mesmo algum Jeskai, por exemplo.

Loading icon

Contemplem a Lurrus of the Dream-Den com asas!

Esse card ajudará a dar mais fôlego aos decks Aggro, como era a Lurrus no seu tempo, então o Boros Aggro, Mono-White e talvez um futuro Selesnya podem ser muito beneficiados.

Ainda vejo surgindo algum deck Control ou Mid com encantamentos e Sagas, utilizando Borrowed Time, Era of Enlightenment entre outros, pois teremos no formato Hallowed Haunting, card fortíssimo que ganha o reforço da Serra Paragon agora em Dominaria United.

Loading icon

Com tantos Aggros dominando o formato nesse início de temporada, Temporary Lockdown se mostra um excelente card para se ter no main deck dos Control.

Essa é também uma opção para se usar depois de ser destruída com a Serra Paragon que falei anteriormente, um mass removal incrível, e substitui de forma bem razoável o Doomskar de Kaldheim, mantendo o Azorius Control funcionando nessa temporada.

Ad

Azul

Loading icon

Eu simplesmente adorei o design desse card, permitindo que decks Control ganhem recursos e card advantage, enquanto que para os oponentes comprar cards com ele não será muito vantajoso.

Pode ser uma opção muito interessante para o Azorius Control que citei anteriormente, ou ainda será um card muito valioso para um arquétipo que parece que terá algum fôlego nessa temporada, o Azorius Flash.

Já temos cards interessantes para esse arquétipo como Spectral Adversary, The Wandering Emperor, Hullbreaker Horror e Memory Deluge, e também ganhamos uma adição interessante nessa coleção com a Leyline Binding.

Loading icon

Vejo um Mono Blue Tempo ganhando vida com essa nova Curious Obsession, card importantíssimo para o arquétipo, e também uma boa adição ao Spellslinger Izzet que também está nascendo, sendo uma boa proteção para o Balmor, Battlemage Captain que comentarei mais a frente, também dando card advantage, e sendo uma peça interessante em um deck de auras com Ivy, Gleeful Spellthief.

Loading icon

Como comentei, Izzet Spellslinger será uma realidade no Standard 2023, e esse card é uma peça bem interessante para o deck, uma vez que diminuirá o custo das mágicas e ainda pode agir como um finisher, pois conta com voar e pode ir ficando grande com o desenrolar do jogo.

Preto

Loading icon

Ainda que na época da sua primeira impressão ela não tenha conseguido muito espaço, por conta do metagame opressivo para ela, acredito que nesse Standard 2023 esse será um card interessante para os decks Midrange, seja uma versão Mono Black, ou ainda uma versão Rakdos, ou mesmo um Grixis Control.

Atualmente temos cards de suporte para reanimar como Body Launderer, Junji, the Midnight Sky, Olivia, Crimson Bride e Tenacious Underdog, e ainda podemos remover ameaças dos oponentes que estejam em cemitérios com Graveyard Trespasser enquanto drenamos a vida e atacamos, acredito que decks com Liliana darão trabalho no formato.

Loading icon

Aqui acredito que temos um card bem forte para os decks Aggro, ou até mesmo Midrange, a possibilidade de poder jogar mais cards leves por turno, aliado ao buff temporário com evasão darão uma vantagem bem interessante para estratégias agressivas.

Loading icon

Um mass removal que pode lidar com criaturas indestrutíveis é algo que os decks Control costumam utilizar muito, nesse caso vejo esse card atuando em um Grixis Vampiros, que sobreviverá a rotação.

O novo ciclo de terrenos com tipo facilitará a ativação desse card, e dar -3/-3 para todas as criaturas não será um desafio nesse deck.

Loading icon

Mais um card promissor para decks Aggro, principalmente para o Mono Black, Evolved Sleeper é mais um card ao estilo Ascendant Spirit que cai agora do Standard, mas com uma vantagem crucial para decks Aggro, ele permite a compra de cartas, que pode ser muito importante se o jogo se alongar.

Ad

Loading icon

Vejo a Sheoldred se encaixando muito bem em estratégias Control, possuindo um corpo grande e Toque Mortífero, o que conseguirá barrar muito os ataques dos oponentes.

Além disso, a habilidade de dar dano ou ganhar vida de forma passiva com o desenrolar do jogo é muito interessante para decks que precisam fazer o jogo se alongar até turnos mais tardios. Pode se encaixar muito bem como uma única criatura em um deck extremamente controlador.

Loading icon

Cut Down está sendo visto por muitos como o Fatal Push de Dominaria United, ainda que seu efeito seja pior que seu antecessor, em muitos casos dará conta do recado tão bem quanto, principalmente para se livrar de ameaças iniciais de decks Aggro, se encaixando bem em decks Control e Midrange da temporada.

Loading icon

Última do preto e mais uma para decks Aggro, esse card dará Card Advantage muito necessário para estratégias agressivas, e com cartas como Sorin the Mirthless e Workshop Warchief no formato, acredito que o Stronghold Arena verá bastante jogo no Mono Black, e talvez alguma versão Golgari ou Orzhov.

Vermelho

Loading icon

Assim como o Defiler preto, o vermelho verá muito jogo no deck Aggro, e vejo um Mono Red utilizando ele para terminar o jogo ao fazer algumas criaturas, mas principalmente atacando, pois a habilidade de Iniciativa deixa esse card ainda mais poderoso no Mono Red.

Loading icon

Essa saga pode ser um mass removal interessante para se colocar em decks Control como o Grixis. O efeito similar ao 2 do Fable of the Mirror-Breaker, a habilidade de colocar um dragão com voar em campo e o fato de poder escolher em qual fase a saga entra em campo fazem dela uma excelente substituta para The Meathook Massacre no Main Deck dessa temporada.

Loading icon

Mais um card que irá formar o arquétipo Izzet Spellslinger, essa planeswalker cria fichas de monge com Prowess, dá card advantage e se conseguir utilizar a última habilidade praticamente conseguirá ganhar o jogo.

Ainda pode ver jogo no Mono Red Aggro, por conta das habilidades -1 e -2, possibilitando uma espécie de draw e removendo ameaças respectivamente, duas habilidades muito importantes para esse deck.

Loading icon

Vejo o Keldon Flamesage atuando em uma versão Mono Red Spellslinger, com sua habilidade similar ao Dreadhorde Arcanist, aliada ao Enlist esse carta poderá gerar recursos rapidamente, o que é vital para essa versão.

Com cards como Arcane Bombardment, Alchemist's Gambit, Invoke Calamity, Manaform Hellkite e até mesmo a simples mas eficiente Lightning Strike no formato, esse Mono Red será bem interessante.

Loading icon

Falando em Mono Red, aqui está uma peça essencial para o Mono Red Aggro dessa temporada, por conseguir voltar do cemitério por duas manas e ainda ter evasão, esse pássaro faz um excelente drop 1.

Loading icon

Cards versáteis sempre me agradam, ainda mais quando falamos de dragões, e aqui vemos um belo exemplo disso. Shivan Devastator pode ser um excelente drop 2 para os decks Aggro, ou um drop 6 mais muito eficiente para Controls, até mesmo no sideboard de alguns decks esse card poderá ver jogo.

Ad

Loading icon

Um mass removal de respeito que poderá encaixar bem no Grixis Control também, poder ativar o Kicker com Azul e salvar um Vampiro como a Evelyn, the Covetous no processo é uma grande vantagem. A ativação com o branco deixa esse card vivo no formato mais tempo, com a possibilidade de nascerem decks Jeskai futuramente.

Verde

Loading icon

Provavelmente o melhor Defiler do ciclo, por ser uma 6/6 Trample por 5 manas já é um card muito forte, mas o fato dele poder crescer junto com suas outras criaturas a cada permanente verde jogada, e a possibilidade de jogar permanente verdes com desconto o torna insano.

Possivelmente só verá jogo no Mono Green Aggro, mas conforme surgirem mais drops 1 verdes nas próximas coleções, ele tende a ficar melhor.

Loading icon

Uma boa parceira para o Defiler verde, essa espécie de Pelt Collector tem uma grande vantagem de poder passar seus marcadores para frente caso morra, isso é muito interessante para manter os decks agressivos colocando pressão na mesa.

Loading icon

Vejo esse card mais como sideboard, porém uma peça bem interessante, pois sua versatilidade o permite entrar em várias situações, seja para ganhar vida contra um deck mais agressivo que o seu, seja para remover artefatos ou encantamentos que atrapalhem nossa vida, ou mesmo rampando para descermos ameaças maiores.

Multicoloridas

Loading icon

Outra peça chave para o Izzet Spellslinger, sua possível dupla evasão, com voar e atropelar, o deixa extremamente agressivo.

Um excelente drop 2 quando temos o Delver of Secrets no formato, deixando esse arquétipo bem agressivo.

Loading icon

A opção de transformar cards como Borrowed Time em criaturas com deathtouch, lifelink e hexproof e tendo Hallowed Haunting no formato, abre um caminho interessante para um deck Esper Control de encantamentos.

Artefatos

Loading icon

Com a perda do Yorion, Sky Nomad no formato, o Golden Argosy permite que a estratégia de Blink fique viva no formato, mas acredito que surgirá numa nova roupagem mais agressiva, no Gruul por exemplo.

Com a habilidade de Alliance, ou mesmo flickar um Titan of Industry ao atacar deixa esse card bem interessante.

Loading icon

Mais uma opção de mass removal, e com os Defilers entrando no formato essa peça pode se tornar um side certo contra decks Aggro como o Mono Red, Mono Green mas principalmente contra o Mono Black.

Loading icon

Rakdos Anvil foi um deck bem interessante na temporada passada, e acredito que ele recebe uma peça bem interessante com a Weatherlight Compleated.

O Oni-Cult Anvil poderá sacrificar suas próprias criaturas artefato, e o Bloodtithe Harvester pode se auto-sacrificar, fazendo com que a Weatherlight se transforme em criatura com uma certa facilidade, e ainda possibilite compras nos turnos mais avançados do jogo.

Terrenos

Com a saída dos terrenos dupla face de Zendikar e Kaldheim, e terrenos de Strixhaven, esse ciclo de terrenos se torna uma opção quase que obrigatória, o que pode fazer com que o formato fique mais agressivo.

Ad

Loading icon

Conclusão

Essas são as minhas primeiras impressões sobre a coleção Dominaria United e seus impactos no Standard. A coleção será oficialmente lançada no dia 09 de Setembro de 2022 e então poderemos ver melhor alguns cards que comentei aqui em ação.

Lembro a você que está lendo esse artigo que a seção de comentários está aberta, então deixe sua dúvida ou sugestão e nos vemos no próximo artigo!