Os arquétipos do cEDH #02 - Demonic Consultation

Magic: the Gathering

Multiplayer

Os arquétipos do cEDH #02 - Demonic Consultation

Vamos falar sobre como os tutores proibidos afetam o formato, e, com isso, entendermos porque decks UBx dominam o meta a um bom tempo

Por Thiago, 12/05/20

Este artigo pertence à série Os arquétipos mais populares do cEDH:

1. Os arquétipos do cEDH #01 - Food Chain

2. Os arquétipos do cEDH #02 - Demonic Consultation

3. Os Arquétipos do cEDH #03 - Underworld Storm

4. Os Arquétipos do cEDH #04 - Aetherflux Storm

5. Os Arquétipos do cEDH #05 - Hatebears

6. Os Arquétipos do cEDH #06 - Thieves & Wheels

7. Os Arquétipos do cEDH #07 - Taking Turns

8. Os Arquétipos do cEDH #08 - Extra Combats

9. Os Arquétipos do cEDH #09 - Birthing Pod Lines

10. Os Arquétipos do cEDH #10 - Curiosity

11. Os Arquétipos do cEDH #11 - Mana Infinita, e Agora?

Olá, meus queridos! Tudo bem com vocês? Meu nome é Fogaça e estou aqui para falar sobre Commander. Na semana passada vim até vocês com uma nova proposta, com o intuito de explicar como as principais estratégias do cEDH funcionam, de um modo útil para introduzir novos jogadores ao formato e revisar os decks e staples com os jogadores antigos. A ideia de hoje é aproveitar o gancho que deixei no artigo sobre

Food Chain

e falar sobre como os tutores proibidos afetam o formato, e, com isso, entendermos porque decks UBx dominam o meta a um bom tempo.

Ad

O COMBO

Como vocês puderam observar, quando nos referimos aos Forbidden Tutors, falamos sobre

Demonic Consultation

e

Tainted Pact

, as quais são referidas de tal maneira por serem consideradas cartas all in. Sua função, porém, não é tutorar cartas em si, mas sim atuar como peças em combos onde queremos promover um self mill rápido e eficaz para que possamos finalizar o jogo com algo como

Jace, Wielder of Misteries

, ou

Thassa's Oracle

. Entendendo como o combo funciona, chegamos ao ponto em que pensamos: mas por que usar algo assim? Explicando de uma forma sucinta, em um mesão de alta competitividade é mais fácil ter um combo onde possamos vencer com um efeito como o de

Laboratory Maniac

do que gerar uma board mirabolante e tirar vantagem disso, principalmente em uma modalidade onde os jogos são acelerados se comparados aos mesões casuais. Além disso, o fato de que combos assim exigem poucas peças, as quais tem baixo custo em mana e também geram valor individualmente, proporciona uma grande consistência, e, consequentemente, muita popularidade para o arquétipo.

COMANDANTES

É um pouco difícil discorrer sobre os comandantes que se aproveitam da estratégia de Consultation para brilharem, sendo que ela é compacta o suficiente para entrar em qualquer tipo de shell (desde as mais all in, até as control), porém, existem alguns comandantes destacados pela sua eficiência em usufruir destas combinações.
Image content of the Website
Quem leu o artigo de semana passada não se surpreende com a presença desse amigo aqui, bem como não o faria para

General Tazri

e

Niv-Mizzet Reborn

. Uma vez que usamos peças de combo as quais podem funcionar vindas do exílio, não há porque não usarmos nossos tutores proibidos para cavarmos

Food Chain

e já exilarmos um

Eternal Scourge

no processo. Desta forma, também não há porque não adicionarmos um Jace ou um Oráculo para complementarmos a fórmula.
Image content of the Website
Falando sobre nossa querida maga, ela, sem dúvidas, é uma das que mais se beneficiam de usar a dupla Consult-Pact. Sua build baseada em uma shell control que se soma com a habilidade de reutilização de cemitério vinda da própria Kess nos permite uma das linhas mais injustas de todo o arquétipo: estabilizamos a mesa durante o jogo com nosso deck grixis, e, quando for propício, usamos um dos tutores nomeando ou Jace, ou o Oráculo, para, então, jogá-los e reutilizarmos os tutores do cemitério, finalizando, assim, a partida.
Image content of the Website
Zur é um dos queridinhos dos gringos e não é atoa. Sua função única de tutor na zona de comando nos dá uma maleabilidade para suas builds, alternando entre propostas totalmente all in ou control-stax. Apesar disso, há uma coisa em comum em quase toda construção de nosso amigo esper: um grande botão de pânico chamado Consultation Combo (se tudo der errado, teremos, ainda, esperança em um combo simples e eficaz).
Image content of the Website
E, para fechar nossos generais de hoje, vamos com um senhor que mal chegou e já o considero da família. Kenrith está aqui para representar todos os decks 4C ou 5C que simplesmente rodam Consultation para adicionar um finisher consistente em sua build, de modo a não possuir nenhuma especificidade relacionada à Consulta ou ao Pacto em suas listas feitas para gerar valor.

Ad

VARIAÇÕES

A primeira coisa que pensei em repassar para vocês quando imaginei as variações do nosso combo da vez foi falar sobre a ideia do Sushi Hulk, porém, com o banimento de

Flash

, nosso combo com

Protean Hulk

foi praticamente extinto do formato (descanse em paz, velho amigo). Após, pensei em outras derivações possíveis para os mesmos decks, de modo a separá-las em três grandes grupos: •

Ad Nauseam

+

Angel's Grace

: O pensamento aqui é comprarmos todas as cartas de nosso grimório por algum efeito, que, comumente, virá em troca de nossa vida. Algumas outras opções vêm com

Bolas's Citadel

+

Sensei's Divining Top

ou utilizando

Angel of Grace

. • Outra forma de exílio: Também podemos optar pela adição de outras formas de exílio para agregar uma maior redundância ao nosso combo. Efeitos como os de

Plunge into Darkness

,

Leveler

e

Necropotence

são úteis para remover as cartas indesejadas do grimório. • As pilhas de

Doomsday

Essa última nos remete aos tempos antigos no cEDH, antes de Jace ou Oráculo. A ideia era ter uma pilha de cinco cartas que, juntas e em sequência, pudessem nos levar à vitória. Hoje em dia, elas não são mais usadas, graças ao número de slots que ocupam e à dependência de certas circunstâncias durante o jogo, mas, a pilha mais famosa era constituída por

Gush

,

Lion's Eye Diamond

,

Gitaxian Probe

,

Yawgmoth's Will

e

Laboratory Maniac

.

CARTAS NOTÁVEIS E ALTERNATIVAS BUDGET

Juntamos ambas as sessões aqui já que estas foram preenchidas pelas variações antes citadas. Deixo, porém, mais uma alternativa para os combadores de plantão que não desejam gastar muito no deck: um deck sem criaturas e com modos de gerar de fichas combina muito bem com

Divergent Transformations

, carta a qual pode puxar

Leveler

e

Thassa's Oracle

do deck para dar um efeito semelhante à Consultation (no caso de um maior gasto,

Spellseeker

faz as vezes de

Leveler

ao mandar um dos tutores proibidos para a mão).

CONCLUSÃO

Não é atoa que o arquétipo de Consultation domina o formato. Podemos concluir com os argumentos de hoje que ele junta consistência com compactibilidade, necessárias para qualquer jogo em alto nível. Por hoje ficamos por aqui. Peço que deixem seu feedback para que possamos melhorar sempre. A série tem como objetivo abordar apenas uma parte de toda uma esfera que abrange um formato de extrema diversidade, sendo assim, convido vocês para se inscreverem em meu canal no YouTube, onde falo mais sobre Commander, não só competitivo, mas também em outras variedades, bem como falo sobre outros formatos. Até a próxima, meus queridos!
Próximo artigo nesta série Arrow right Solid icon

Nota

0

cedh edh
Profile Main Image

Thiago

Jogador de Magic desde Tarkir, sou apaixonado por interações e sinergias que quebram a curva do jogo. Para mim, o cEDH é o teste máximo para o jogador de Magic, tanto para deck build, quanto para gameplay. Para me acompanhar no YouTube, acessem meu canal.

Social Youtube Brands icon

User profile image
More comment
Wizards anuncia fim da Pro League e jogadores profissionais se manifestam

Wizards anuncia fim da Pro League e jogadores profissionais se manifestam

Começando no Commander:  Bruna, Luz do Bando Alabastro como deck de entrada

Começando no Commander: Bruna, Luz do Bando Alabastro como deck de entrada

Deck tech: Grixis Affinity pauper

Deck tech: Grixis Affinity pauper

Mais artigos recentes

Mesmo autor

Os Arquétipos do cEDH #11 - Mana Infinita, e Agora?

Os Arquétipos do cEDH #11 - Mana Infinita, e Agora?

Os Arquétipos do cEDH #10 - Curiosity

Os Arquétipos do cEDH #10 - Curiosity

Os Arquétipos do cEDH #09 - Birthing Pod Lines

Os Arquétipos do cEDH #09 - Birthing Pod Lines

Mais do mesmo autor

Sua privacidade

Usamos cookies para garantir a funcionalidade do nosso site, para personalizar o conteúdo e publicidade, para fornecer recursos de mídia social e para analisar o nosso tráfego. Saiba mais sobre cookies lendo nossa Política de privacidade