O Impacto de Theros no Mono-White Heroic Pauper

Magic: the Gathering

Competitive

O Impacto de Theros no Mono-White Heroic Pauper

Theros trouxe pelo menos duas boas novidades que as listas atuais já estão utilizando, Karametra's Blessing e Sentinel's Eyes

By Arinaldo, 03/07/20

Theros Além da Morte trouxe algumas adições para o Mono White Heroic, um deck que andava meio esquecido no formato. Vamos analisar essas novidades e saber se vale a pena jogar com o deck. Vou começar o artigo de hoje relembrando uma coleção muito relevante para o Pauper, Iconic Masters, que em novembro de 2017 trouxe ótimos downgrades para o formato. Os destaques foram

Lead the Stampede

que deu uma boa turbinada em decks como Elfos e Fractius e

Seeker of the Way

que juntamente com

Emerge Unscathed

trouxe vida nova para o Mono White Heroic.

Ad

Antes de Iconic, o Heroic utilizava uma estratégia mais voltada para auras, apostando em 4 cópias de

Cho-Manno's Blessing

para proteger e dar evasão. A partir de Iconic, o deck passou a ser mais competitivo com uma característica mais explosiva, utilizando instants rápidas para proteger e crescer suas criaturas. Foi uma época bem marcante para o deck, quem jogava o Pauper se lembrará do spike absurdo que o

Cho-Manno's

sofreu. Para quem não jogava ou gostaria de relembrar um pouco desse período eu indico um artigo do Alex Ullman que retrata os primeiros impactos de Iconic Masters no Heroic. Desde então o deck não sofreu grandes mudanças, isso é, antes de Theros que trouxe pelo menos duas boas novidades que as listas atuais já estão utilizando,

Karametra's Blessing

e

Sentinel's Eyes

.
Image content of the Website
Vamos analisar um pouco mais de perto essas cartinhas começando por

Karametra's Blessing

que além de ser um pump, também chamou bastante a atenção dos produtores de conteúdo do formato no período de spoilers por ser uma boa reposta contra o

Journey to Nowhere

, que sempre foi uma remoção muito eficiente contra o Heroic, pois para se proteger dela era necessário dar proteção contra o branco para a criatura, mas isso fazia com que a criatura protegida perdesse as auras anexadas a ela, como

Cartouche of Solidarity

e

Ethereal Armor

.
Image content of the Website
A

Sentinel's Eyes

é uma carta que agregou muito valor por sua recursividade, principalmente se considerarmos que temos criaturas sem Heroic no deck que nem sempre queremos proteger, por exemplo, o

Deftblade Elite

que muitas vezes é castado no turno um e depois encantado no turno dois para provocar as criaturas iniciais do oponente, porém em momentos mais avançado do jogo, sua prioridade passa a ser seu Megazord e se eventualmente o Deftblade for removido, será muito bom ter a possibilidade de castar o

Sentinel's Eyes

novamente.

Ad

O interessante é que as duas cartas meio que se completam, já que a

Karametra's Blessing

é melhor aproveitada quando a criatura está encantada, mas na prática as coisas não são tão simples, existem três considerações a se fazer: - Karametra's não é uma proteção: Ela não vai te ajudar quando você tentar encantar sua criatura e o oponente fizer uma

Snuff Out

em resposta. É necessário ter cautela, e por isso eu até prefiro não classificar o

Karametra's Blessing

como uma proteção, e isso tem me ajudado bastante na hora de definir quantas cópias devo utilizar no meu deck. - Karametra's não dá evasão: Uma das características do Heroic é que dois ou três ataques podem ser suficientes para definir jogos, e muitas vezes as proteções serão utilizadas para dar evasão e conseguir a vitória. Contra o Mono U por exemplo, a melhor coisa que pode acontecer é resolver um

Cho-Manno's Blessing

, se isso acontecer sua criatura com Heroic irá crescer mesmo que o oponente anule suas mágicas. A race acaba ficando mais favorável para o Heroic que além da evasão ainda terá proteção contra os bounces. - Eu quero utilizar mais auras no Heroic? Essa é a terceira consideração que eu acho que o players devem fazer ao avaliar a Karametra's no deck. Ainda não sei se a utilização de mais Auras é uma boa ideia até porque se formos por esse caminho, o Bogles é um deck que explora muito melhor essa estratégia. Um dos jogadores que tem alcançado alguns resultados com o Heroic no MOL é o Mathonical, que fez o mais recente 5-0 das Pauper Leagues com a lista abaixo:
Loading icon
Apesar disso, a verdade é que atualmente o metagame é dominado pelo Tron, que mais do que nunca é uma bad match terrível para o Heroic que não possuí respostas efetivas para o lock de

Stonehorn Dignatary

com os flickers. Para quem ainda duvida de como essa partida é um pesadelo para o Heroic, vou deixar um link para um gameplay no canal do Gustavo rEPTILIUM, não deixem de conferir o jogador de Heroic sendo torturado durante trinta e cinco minutos.
Youtube video image
Costumo dizer que atualmente temos que escolher um deck que tenha um plano B contra o Tron. Seu deck precisa ter outra estratégia além de matar o oponente com dano de combate. Affinity, Bogles e Fractius são exemplos de decks aggros que possuem uma forma alternativa de finalizar o jogo e por isso se encontram um passo a frente do Heroic e Stompy. O momento realmente não é o melhor para o Heroic, mas ele sempre foi um deck que brilhou por ser subestimado no formato. Em campeonatos grandes é o tipo de deck que tira muitas vitórias dos decks tiers desprevenidos. Então, se o seu meta local possui poucos ou nenhum Tron eu te encorajo a testar as novas cartas de Theros e talvez surpreender seus amigos e ainda fazer um bom resultado. Vou ficando por aqui, espero que tenham curtido a leitura e que o artigo tenha sido útil de alguma forma, eu acabei de gravar um podcast com dois convidados que possuem bastante experiência com o deck. Não darei mais spoilers, mas o episódio será editado e publicado em breve. Não deixem de assinar nosso feed para acompanharem esse bate-papo com muitas informações relevantes sobre o Heroic. Fiquem à vontade para utilizarem a seção de comentários para qualquer dúvida, crítica ou sugestão. Até a próxima.

Grade

0

Profile Main Image

Arinaldo

Analista de Sistemas em São Paulo. Jogador e produtor de conteúdo sobre MTG. Criador e apresentador do Canal e Podcast Mana Delver. Apesar de ser apaixonado pelo Pauper, também joga e aprecia todos os outros formatos.

Social Facebook brands iconYoutube Brands iconInstagram Brands iconTwitch Brands iconTwitter Brands icon

User profile image
More comment
The Vampiric Tutor - Archetypes: Aggro - Introduction & History

The Vampiric Tutor - Archetypes: Aggro - Introduction & History

Starting in Commander: Hallar, the Firefletcher

Starting in Commander: Hallar, the Firefletcher

Pauper Deck Tech: Squirrel Storm

Pauper Deck Tech: Squirrel Storm

More recent articles

Same Author

Bogles on Pauper's current meta - Interview with Gustavo rEPTILIUM_

Bogles on Pauper's current meta - Interview with Gustavo rEPTILIUM_

Pauper, power level and Commander Legends

Pauper, power level and Commander Legends

Highlights from Core Set 2021 to Pauper

Highlights from Core Set 2021 to Pauper

More from same author

Your privacy

We use cookies to ensure the functionality of our website, to personalize content and advertising, to provide social media features, and to analyze our traffic. Find out more about cookies reading our Privacy Policy